ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Inaugurado em Santiago do Cacém monumento alusivo ao 1.º automóvel em Portugal

Por a 26 de Outubro, 2019

A escultura do famoso “gasolinas”, o 1° automóvel em Portugal , já tem lugar cativo na rotunda da avenida D. Nuno Álvares Pereira, em Santiago do Cacém.

O monumento foi inaugurado este sábado num momento que ficou marcado pela tradicional recriação desta fantástica viagem que aconteceu há 124 anos, uma iniciativa organizada pelo Clube de Automóveis Antigos da Costa Azul, com o apoio da Câmara Municipal de Santiago do Cacém e da União de Freguesias de Santiago do Cacém, Santa Cruz e São Bartolomeu da Serra.

Para o Presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, este “é um facto histórico que gostamos de assinalar pois o 1.º automóvel que veio para Portugal, em 1895, veio para Santiago do Cacém. Segundo rezam as crónicas a viagem começou em Cacilhas e demorou três dias, pelo caminho, em Palmela, atropelou um burro que veio a morrer”.

Este ano, a 25.ª viagem histórica “associou-se à inauguração do monumento alusivo ao acontecimento”, frisou o autarca.

Álvaro Beijinha sublinha que “este era um projeto que a câmara tinha há cerca de 15 anos idealizado mas que, por vicissitudes várias, ainda não tinha sido possível concretizar”.

Com este monumento, o município pretende assinalar  um “momento único para a história do concelho, mas também do país, que teve o privilégio de receber o 1.º automóvel que circulou em Portugal”.

De acordo com o autor, Caetano Ramos, para a construção do monumento foram utilizados materiais como o ferro, o aço e as fibras, “que hoje em dia são usados na construção dos carros”.

“As mãos simbolizam a receção de Santiago do Cacém, em nome de uma comunidade, de um país e até do Mundo, daí a cor azul. O carro é verde, à semelhança do original, e as personagens de ouro que nos trouxeram esta viatura em termos de progresso”, explicou o artista siniense.

Para a concretização deste projeto contribuiu, igualmente, a política de mecenato da empresa que gere a superfície comercial Continente.

Foi em outubro do ano de 1895 que a viagem do Panhard & Levassor, comprado em Paris por D. Jorge d´Avillez, um jovem visionário e aristocrata de Santiago do Cacém, se tornou um marco histórico. Foi, também, para Santiago do Cacém que veio o primeiro Roll Royce e a primeira licença de condução.

Este acontecimento histórico já mereceu uma exposição de pintura do artista D’Assis Cordeiro, intitulada “O Gasolina em Santiago do Cacém – 1895”.

A exposição resultou de um trabalho intenso de pesquisa para apurar a verdadeira história desta viagem, que o pintor realizou ao longo dos anos, e esteve patente no Museu Municipal de Santiago do Cacém até 30 de março.

Sobre o mesmo tema, D’Assis Cordeiro expôs, ainda, no Museu Nacional dos Coches com o título “Quando os Cavalos… Saltam para o Motor o Panhard et Lavassor, 1895” que esteve patente até 13 de outubro.


Opinião do Leitor

Deixe um comentario


error: www.radiom24.pt