ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

KEME Energy investe 5,2 milhões de euros numa unidade de produção de hidrogénio verde em Sines

Por a 7 de Fevereiro, 2022

A empresa portuguesa KEME Energy arrendou, esta segunda-feira, 4,8 hectares na Zona Industrial e Logística de Sines (ZILS), para a instalação de uma fábrica de produção de hidrogénio verde, num investimento de 5,2 milhões de euros, foi hoje divulgado.

 

ZILS

De acordo com a aicep Global Parques, em comunicado, a futura “unidade-piloto” visa a produção de hidrogénio verde “por eletrólise foto eletroquímica, compressão e armazenamento em garrafas PED”.

A fábrica de hidrogénio na ZILS, será instalada “na área ambientalmente requalificada de um antigo areeiro” e “terá uma capacidade de 2.52MW, estimando-se uma produção de 160 toneladas de hidrogénio verde por ano”, revelou.

“Este projeto será implementado em duas fases, sendo que a primeira, aprovada pelo programa nacional POSEUR do Portugal 2020, terá uma capacidade total de 1,26 MW, estimando-se uma produção anual de 80 toneladas de hidrogénio para utilização na indústria e para produção de eletricidade, a fim de abastecer uma comunidade de energia renovável a criar em Sines, através de uma pilha de combustível”, lê-se no comunicado.

A segunda fase, já em projeto, conta com uma candidatura ao Fundo Ambiental do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), e irá duplicar a capacidade instalada.

“Considerando o valor total de produção de hidrogénio verde e a natureza de “projeto-piloto”, o sucesso poderá resultar na sua replicação noutras localizações a nível nacional”, salientou.

Para a aicep Global Parques, “este projeto será contribuinte líquido das metas nacionais de descarbonização da indústria”.

Para o presidente executivo da KEME Energy, Miguel Matias, a “implementação deste projeto na ZILS, significa estar próximo de uma plataforma logística de âmbito internacional com capacidade para receber atores relevantes dos setores marítimo-portuário, industrial e logístico”.

“Estes atores poderão vir a beneficiar da infraestrutura a criar como clientes, promovendo a introdução do hidrogénio a curto-médio prazo nos setores da navegação, indústria e transporte de mercadorias por via terrestre”,frisou.

Por sua vez, o presidente executivo da aicep Global Parques, Filipe Costa, considerou “a produção de hidrogénio verde”, no Complexo Portuário, Logístico e Industrial de Sines, “essencial para a sustentabilidade ambiental e económica do hub energético, refinador, petroquímico e químico nacional”.

“A disponibilização de hidrogénio vai permitir a Sines atrair mais atividades energeticamente intensivas, como sejam as das indústrias química e metalúrgica, ou dos serviços de telecomunicações”, concluiu.

A KEME Energy, é uma empresa portuguesa especializada na implementação de projetos de autoconsumo de energia renovável, geração de energia renovável (sistemas de produção para venda à rede e sistemas de produção para distribuição no caso do hidrogénio), eficiência energética e apoio ao desenvolvimento de tecnologia de energia renovável offshore.

 


error: www.radiom24.pt