ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

População de Milfontes revoltada com desacatos e atos de vandalismo

Por a 23 de Julho, 2021

A população de Vila Nova de Milfontes, em Odemira, está revoltada com o excesso de ruído, desacatos e atos de vandalismo que têm vindo a ocorrer nas últimas semanas provocado por grupos de jovens que, todos os anos, passa férias na localidade.

A gota de água aconteceu esta quinta-feira com a partilha na rede social Instagram de um vídeo da praia do Malhão onde é visível o lixo espalhado por várias centenas de metros, em resultado de uma alegada festa durante a noite, que está a causar polémica e indignação entre os cibernautas.

“Hoje acordámos, e foi este o cenário que encontrámos em plena praia do Malhão. Já há muito tempo que luto contra esta temática, mas infelizmente parece que não muda. O que aconteceu hoje na praia do Malhão é crime. Inaceitável. Sinceramente ainda nem consigo acreditar …”, lê-se na publicação.

Garrafas de bebida, plástico, grades de cerveja, espalhados pelo areal é a imagem que está a indignar os seguidores da página que dá a conhecer a costa vicentina e que em menos de três horas conseguiu mais de 100 mil visualizações.

Também na rede social Facebook multiplicam-se os vídeos, fotos e muitas queixas dos moradores que denunciam os distúrbios e os atos de vandalismo que ocorrem, principalmente, durante a noite e madrugada.

“Esta noite foi caótica! Eram dezenas de miúdos irresponsáveis bêbados a partirem garrafas nos muros, a fazerem barulho. Uma destas noites o espelho do carro do lado do passeio foi arrancado e levado. Devido a estes miúdos já tivemos que ter despesas. Não entendo como as pessoas continuam a alugar as casas a estes grupos, se este problema já não é recente”, desabafa um dos internautas.

Entre as queixas, ouvem-se também pedidos para que o patrulhamento da GNR seja reforçado, nesta altura do ano, e assim se evitem situações semelhantes.

Contactado pela rádio M24 o presidente da Junta de Freguesia de Vila Nova de Milfontes, Francisco Lampreia, não quis prestar declarações.

 


error: www.radiom24.pt