ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

PJ recupera brasão roubado na década de 1990 de uma capela de Santiago do Cacém 

Por a 12 de Maio, 2022

A Polícia Judiciária (PJ) localizou e apreendeu um brasão em pedra do século XIX, furtado na década de 1990 da fachada da capela da Tapada dos Condes de Avilez, em Santiago do Cacém.

Em comunicado, a PJ refere que o denominado “Brasão de Armas dos Condes de Avilez” foi localizado na cidade do Porto.

Segundo a mesma fonte, este brasão tinha sido furtado na década de 90 da fachada da capela da Tapada dos Condes de Avilez, em Santiago do Cacém, sendo propriedade desta autarquia.

O presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, explicou que, há cerca de uma semana, o município apresentou queixa junto da Polícia Judiciária, depois de ter recebido uma denúncia a alertar para uma alegada venda da peça numa leiloeira.

“Na semana passada, uma pessoa alertou-nos que uma leiloeira estaria a vender uma peça que aparentava ser [o brasão] roubado há uns anos em Santiago do Cacém”, revelou.

Depois de “alguns técnicos do município, ligados ao património, terem corroborado que se tratava da mesma peça, a câmara decidiu apresentar queixa na Polícia Judiciária, que, em poucos dias, a recuperou”, indicou.

“Os técnicos da câmara vão agora identificar a peça, mas tudo indica que se trata do brasão que desapareceu da fachada da capela da Tapada” do Castelo de Santiago do Cacém, que volta agora para a posse da autarquia, concluiu.


error: www.radiom24.pt