ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Grândola aprova orçamento de 34 milhões de euros para 2022

Por a 15 de Janeiro, 2022

A Assembleia Municipal de Grândola aprovou, esta sexta-feira, o orçamento municipal para o ano de 2022, no valor de 34 milhões de euros, com a abstenção da bancada do PSD e o voto contra da bancada do Partido Socialista, foi hoje divulgado.

O orçamento foi aprovado pela maioria da CDU, com a abstenção da bancada do PSD e o voto contra da bancada do Partido Socialista.

“Num ano marcado pela situação pandémica que exigiu por parte do município um elevado reforço nos apoios sociais, o executivo liderado por António Figueira Mendes apresentou um orçamento municipal focado na melhoria da qualidade de vida da população e com uma atenção especial ao atual contexto, dando uma prioridade às áreas sociais, tais como a Saúde, Educação e Ação Social, a Habitação e os programas direcionados à juventude”, refere o município em comunicado.

Para o presidente da Câmara Municipal de Grândola, António Figueira Mendes, citado no documento, este é “um orçamento municipal feito com base no compromisso de uma gestão séria e ambiciosa, assumido com a população, investindo no bem-estar de quem cá vive, em projetos e equipamentos essenciais à vida dos nossos munícipes, e no desenvolvimento sustentável do território”.

“A construção de um concelho de Grândola para todos, mais forte e preparado para os desafios do presente e do futuro será sempre o foco deste executivo”, acrescenta o autarca.

No capítulo da Coesão Social e Qualidade de Vida, a Cultura, o Desporto, a Educação, a Juventude e o Desenvolvimento Social continuarão a ser áreas prioritárias e será dada particular atenção às questões de habitação.

“Além das respostas sociais, importa também encontrar respostas para a construção de habitações a custos controlados, construção de loteamentos municipais para autoconstrução e disponibilização de habitações com rendas acessíveis”, sublinha.

De acordo com a autarquia, o orçamento para 2022 prevê também continuar a melhorar os equipamentos educativos, desportivos, o espaço público, arruamentos, estradas, caminhos e infraestruturas básicas, a defender o ambiente e a apostar na mobilidade e na inclusão.

“No capítulo Regeneração Urbana e Reforço dos Serviços Públicos sublinha-se a continuidade das obras estruturantes que transitam do ano anterior e o início de um conjunto alargado de novos projetos dos quais se destacam o Parque Urbano Municipal, o edifício da Universidade Sénior, a estrada de acesso à Praia de Melides, a Rua Nova em Melides, o espaço lúdico e de lazer do Canal Caveira, os Bairros da Aldeia Mineira do Lousal, a Avenida António Inácio da Cruz e o Largo Zeca Afonso, a Rua D. Nuno Alvares Pereira, o Centro Municipal de Proteção Civil, entre outros”.


error: www.radiom24.pt