ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Autárquicas: Com confiança “na obra feita”, CDU recandidata Álvaro Beijinha para “trabalhar pela população”

Por a 18 de Junho, 2021

De baterias recarregadas e pronto para ir para o terreno, Álvaro Beijinha, recandidata-se pela CDU ao município de Santiago do Cacém para continuar a trabalhar pela população e confiante “da obra feita” nos últimos oito anos, quando foi eleito pela primeira vez.

A recandidatura surgiu de forma natural e porque existe vontade em prosseguir “com a estratégia” que está “muito bem definida”, com um “forte investimento” na “requalificação urbana e na educação”, explicou aos jornalistas, à margem da apresentação oficial da sua candidatura que, devido ao mau tempo, decorreu esta sexta-feira no Auditório Municipal António Chainho.

“Essas vão continuar a ser as nossas prioridades, sendo certo que uma parte significativa das coisas estão resolvidas, mas também o futuro traz novos desafios, como as questões da habitação. A chamada “bazuca” vai trazer oportunidades de financiamento nessa área”, salienta.

Se por um lado, o concelho de Santiago do Cacém, “não tem problemas muito grandes”, na área da habitação, como por exemplo outros concelhos com bairros sociais, por outro, ainda tem “pessoas que não vivem com dignidade”, reconhece o candidato, expectante em relação “à perspetiva de crescimento da região”.

Com os “projetos que estão pensados para Sines”, aliados ao setor turístico, “que tem cada vez mais dinâmica económica”, o cabeça-de-lista, de 44 anos, advogado, diz ser importante trabalhar numa Estratégia Local de Habitação para responder ao eventual aumento da população.

A aposta na cultura, com o recém inaugurado Museu de Arqueologia de Alvalade, a empreitada de requalificação do cinema de Alvalade, e o concurso do Cine- Teatro de Ermidas, “numa política de combate às assimetrias”, assente “em valores de competência e honestidade”, é outra das grandes premissas deste projeto autárquico, reforça.

Questionado sobre a transferência de competências para as autarquias, prevista para março do próximo ano, Álvaro Beijinha, diz que o início do próximo mandato, a esse nível, é “também altamente desafiante” para “perceber como vamos conseguir receber essas competências que deviam ser um forma de aproximar mais as pessoas”.

“No atual enquadramento, corre-se o risco de ter o efeito contrário”, receia.

Sobre a equipa que o tem acompanhado, no executivo municipal, revela que “vão haver alterações”, para além da saída do vereador da cultura, Jaime Cáceres, que é candidato à Câmara Municipal de Sines pela CDU.

Com uma campanha eleitoral, ensombrada pela pandemia de covid-19, o candidato, que concorre como independente pela CDU, diz que vai “já para o terreno”, privilegiando o “contacto com as pessoas” com “as devidas cautelas” e, em simultâneo, “trabalhar nos programas eleitorais” e “delinear as nossas ações de campanha”.

“Vamos também apostar nas redes sociais” para passar a mensagem e retirar da equação “os habituais almoços e jantares de campanha”, sublinha o cabeça-de-lista, que caso seja eleito, cumprirá o seu terceiro e último mandato na Câmara Municipal de Santiago do Cacém.

Natural da freguesia de Alvalade, Álvaro Beijinha, é presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém desde 2013. Foi, entre 2005 e 2013, vereador da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, responsável pelas áreas do Planeamento e Gestão Urbanística, Reabilitação Urbana e Centro Histórico, Desenvolvimento Económico e Turismo, Habitação, Saúde e Ação Social.

Coordenou o processo de Revisão do Plano Diretor Municipal de Santiago do Cacém, em vigor desde fevereiro de 2016, instrumento de planeamento fundamental no desenvolvimento sustentável do concelho. Foi presidente da Comissão Permanente do Conselho Regional da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDR Alentejo).

É membro do Conselho Executivo da CIMAL (Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral) e do Conselho de Administração das Águas Públicas do Alentejo. Foi presidente do Conselho Cinegético Municipal de Santiago do Cacém, e atualmente preside ao Conselho Local de Ação Social e representa o município de Santiago do Cacém na Entidade Regional de Turismo do Alentejo.

Álvaro Beijinha vai ainda disputar as eleições deste ano com Luís Santos (PSD/CDS-PP), Artur Ceia (PS), Bruno Candeias (BE) e Rúben Rosa (Chega).

O executivo municipal é composto por quatro eleitos da CDU, dois do PS e um da coligação PSD/CDS-PP.

As eleições autárquicas ainda não têm data agendada, mas, por lei, realizam-se em setembro ou outubro.


error: www.radiom24.pt