ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Ativistas da Greve Climática Estudantil realizam ações em Alcácer do Sal e Odemira

Por a 10 de Dezembro, 2020

Ativistas da Greve Climática Estudantil realizam esta sexta-feira ações em várias cidades portuguesas no âmbito do 5.º aniversário do Acordo de Paris e lançam compromisso de lutar pelo limite de 1,5 graus de aumento da temperatura global.

A ação vai realizar-se em centenas de cidades do mundo e será levada a cabo pelos ativistas do Fridays For Future, e em Portugal vai decorrer em Lisboa, Faro, Aveiro, Alcácer do Sal e Odemira pelo movimento Greve Climática Estudantil.

Em comunicado, o movimento lembra que há cinco anos os líderes mundiais assinaram o Acordo de Paris, fazendo um “compromisso para com o mundo, para com aqueles que estão nas linhas da frente, e para com as futuras gerações: enfrentar a emergência climática e limitar o aumento da temperatura global em menos de 02 graus Celsius”.

No entanto, no entendimento dos ativistas, a crise climática continua a não ser tratada como uma crise.

“Como tal, após cinco anos de inação, de falsas promessas e de vazios políticos, não identificam o propósito em pedir aos líderes para honrar o compromisso que fizeram em Paris, que se revela, em si, insuficiente: ‘Está na hora de fazermos os nossos próprios compromissos’, referem.

Por isso, os ativistas comprometem-se a lutar por limitar o aumento da temperatura global em 1,5 graus – aquilo que a Ciência diz ser necessário”.

Assim, na sexta-feira, os jovens vão sair à rua ou irão para as varandas das suas casas acender velas e estender faixas.

Em Lisboa, a partir das 19:00, o Terreiro do Paço contará com a mensagem dos ativistas escrita em luz e acompanhada de música ao vivo.

Em Faro, por volta das 18:00, vai realizar-se uma concentração no relvado em frente ao Fórum da cidade com luzes, velas, projetores e faixas.

Também Aveiro, Alcácer do Sal e Odemira contarão com ações.


Opinião do Leitor

Deixe um comentario


error: www.radiom24.pt