ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Volta ao Alentejo em Bicicleta – 38.ª edição – de 23 a 27 de Junho 2021

Por a 21 de Junho, 2021

A 38ª Volta ao Alentejo em Bicicleta, edição a que se junta o 1º G.P. CMTV, vai estar na estrada entre 23 e 27 de junho, com início em Reguengos de Monsaraz e final em Évora. A 1ª etapa tem final em Beja.

Participam na prova 19 equipas, 12 portuguesas e 7 estrangeiras, com a “Alentejana” a ter seis etapas, cinco em linha e um contrarrelógio, com um total de 819,4 quilómetros, onde a 4ª etapa com final em Castelo de Vide, com a terrível ascensão ao Alto do Cabeço do Mouro e depois a Senhora da Penha (Castelo de Vide), se destaca como a “etapa rainha”.

Beja recebe o final da 1ª etapa, regressando a essa condição cinco anos depois, com a meta a estar instalada junto ao Complexo Desportivo da cidade. A caravana entra no concelho de Beja pela EN122 procedendo de Mértola, depois vira à direita para Cabeça Gorda, pela EN391, cruza esta localidade, cerca das 15h30, onde haverá uma meta particular, seguindo para Beja pela EM 511.

Na tarde desse dia 26 de junho, um curto contrarrelógio de 8,4 quilómetros em Castelo de Vide, arrumará as contas finais quanto ao vencedor da volta, uma vez que terá uma subida à Serra da Senhora da Penha e uma vertiginosa descida até à entrada da “Sintra do Alentejo”, a que se segue um empinado empedrado de 1.500 metros até à meta.

A Volta ao Alentejo é organizada desde 2010 pela Podium Events, a mesma que coloca na estrada a Volta a Portugal, vai percorrer 32 dos 47 concelhos do Alentejo (Alto, Baixo e Litoral) e teve 36 vencedores em 37 edições, com Carlos Barbero, que venceu as edições de 2014 (Euskadi) e 2017 (Movistar), “furou” a tradição e tornou-se no primeiro corredor a vencer a “Alentejana” por duas vezes.

A “Alentejana” chegou a internacional em 1996, com a presença de Miguel Indurain e manteve tal categoria até 2009, data em que a organização a CIMAC-Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central, “herdeira” da Associação de Municípios do Distrito de Évora (AMDE), decidiu suspender a efetivação da corrida. Foi depois a Podium num protocolo com a CIMAC, que viabilizou o regresso à estrada desde 2010 da Volta ao Alentejo em Bicicleta, mas passando a mesma para a categoria 2.2 da UCI.

Recorde-se que a edição da Volta ao Alentejo em Bicicleta, a 38ª da “Alentejana”, que se deveria realizar entre 18 e 22 de março no ano passado, foi anulada no dia 10 de março devido à propagação do novo coronavírus (Covid-19).

Joaquim Gomes, diretor da Organização, justificou que “além da componente desportiva, não há outro evento que tenha a capacidade de promover ao nível cultural e turístico a região”, acrescentando que depois da paragem forçada em 2020, por causa da covi-19 “é mais um desafio para nós a que se junta o calor do mês de junho”, rematou.

Entre os vencedores estão os nomes de Miguel Indurain, Aitor Garmendia, Asiat Saitov, Melchior Mauri, José Luís Rubiera, Laszlo Bodrogi, Xavier Tondo, David Blanco, Carlos Barbero, Maxime Bouet, Paulo Ferreira, Manuel Zeferino, Marco Chagas, Joaquim Gomes, Fernando Carvalho Luís Mendonça e João Rodrigues (na foto) que depois de vencer a “Alentejana” ganhou a Volta a Portugal.

Etapas da Volta ao Alentejo/GP CMTV-23 a 27 de junho

1ª etapa (23/07)- Reguengos de Monsaraz (10h45) – Beja (15h51)- 194,5 kms

Passagens por Mourão (MV-km 14,1-11h21), Moura (MV-km 48,8-12h13), Serpa (13h00), Mina de São Domingos (13h53), Mértola (MV-km 134,1-14h21) e EN122 (PM 4ªcat-km 146,2-14h39) e Cabeça Gorda (15h30)

2ª etapa (24/07)- Almodôvar (10h50) – Sines (15h53)- 195,5 kms

Passagens por Castro Verde (MV-km 16,6-11h24), Ourique (11h47), Odemira (MV-km 77,7-12h56), Odemira (PM 4ªcat-km 80,7-13h01) e Santiago do Cacém (MV-km 147,1-14h40).

3ª etapa (25/07)- Alcácer do Sal (11h30) – Mora (15h53)- 173,1 kms

Passagens por Grândola (MV-km 22-12h12), Alcáçovas (MV-km 73,5-13h27), N2 (PM 4ªcat-Km 94,1-13h57) e Montemor-o-Novo (MV-Km 105,6-14h14).

4ª etapa (26/07)- Monforte (10h15) – Castelo de Vide (12h30)- 85 kms

Passagens por Arronches (MV-km 15,9-10h44), Portalegre (MV-km 41,2-11h23), Cabeço do Mouro (PM 2ªcat-Km 44,5-11h28), Monte Paleiros (PM 3ªcat-Km 51,6-11h39) e Senhora da Penha (PM 3ªcat-Km 65,7-12h01).

5ª etapa (26/07)- Castelo de Vide (16h00) – Castelo de Vide (18h27)- CRI-8,4 kms

6ª etapa (27/07)- Portalegre (11h20) – Évora (15h28)- 162,9 kms

Passagem por Crato (PM 4ªcat-Km 17,2 -11h55), Fronteira (PM 4ªcat-Km 46,7-12h38), Estremoz (MV-km 77,1-13h22), Borba (13h42), Alandroal (14h10), Redondo (MV-km 126,7-14h35).

Equipas presentes

Continentais Profissionais (4): Caja Rural/ Seguros RGA, Euskaltel, Burgos BH e Ken Pharma (Espanha)

Continentais (12): W52/FCPorto, Louletano/ Loulé Concelho, Efapel, LA Alumínios/LA Sport, Tavfer/ Measindot/ Mortágua, Kelly/ Simoldes/ UDO, Rádio Popular/ Boavista, Atum General/ Tavira/ Maria Nova Hotel, Antarte/ Feirense, ProTouch (África do Sul), Nippo/ Conti (Suíça) e Swift Carbon (Grã-Bretanha)

Equipas de Clube (3): Sicasal/ Miticar/ Torres Vedras, Forttuna/ Maia e Almodôvar/ Delta Cafés/ Crédito Agrícola

A Volta ao Alentejo é prova por etapas que se realiza depois do Grande Prémio Douro Internacional que terminou no domingo e que foi ganho pelo uruguaio Maurício Moreira (Efapel). Pelo meio ficam os Campeonatos Nacionais que se realizam entre 18 e 20 de junho, em Vila Velha de Rodão e Castelo Branco.

Fonte: Jornalista Teixeira Correia In Lidador Notícias

Notícia original aqui.

Agradecemos a colaboração, desde sempre, do jornalista Teixeira Correira, especialista em ciclismo e speaker da Alentejana.

A 2.ª etapa da prova, na 5.ª feira dia 24 de Junho ligará Almodôvar a Sines, com passagem pelo município de Santiago do Cacém:


error: www.radiom24.pt