ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

S. Teotónio recebe espetáculo de dança, música e vídeo – Bowing

Por a 5 de Novembro, 2021

A vila de S. Teotónio vai receber o espetáculo de dança, música, vídeo e palavra, BOWING, que celebra a interculturalidade no concelho, no âmbito do Plano Municipal de Integração de Migrantes – Odemira Integra.

Este é um espetáculo de Madalena Victorino e André Duarte, em co-criação com Matilde Real, Pavel Tavares e Inês Melo e com a participação especial de participantes da comunidade migrante e não migrante. A direção técnica e desenho de luz é de Joaquim Madaíl.

Serão apresentadas três sessões, nos dias 12, 13 e 14 de novembro, pelas 19:00, no Quintalão.

BOWING é o Nepal, a Índia, o Bangladesh, a China e outras culturas que habitam o interior e as ruas de S. Teotónio. BOWING é a vénia que os povos do Oriente usam para se cumprimentar, vergando-se com gentileza perante o outro. É também o gesto da coluna vertebral quando se inclina sobre a terra, para com ela travar as batalhas do silêncio, da aridez, da fertilidade.

Trata-se de um presente em forma de espetáculo, recebendo o público através da dança, da música, da palavra e da imagem. BOWING quer entrar em diálogo com o Oriente que respira no Sudoeste Alentejano, abrir portas às culturas e comunidades que, neste tempo, reescrevem a história da região. Aqui será mapeada a travessia pelos continentes da Hospitalidade, da Gravidade e da Incompreensão, e onde se tenta um verdadeiro encontro entre povos.

O espetáculo BOWING será dividido em dois momentos: um ATLAS que, pelas ruas e interiores da vila de S. Teotónio, convida o público a experimentar outras formas de vida, e um TEMPLO de plástico — uma estufa de agricultura intensiva, cuja terra é trabalhada por migrantes asiáticos. Nesse lugar, os deuses serão invocados pela esperança, como força primordial que permitirá encontrar o desejo de futuro. A música, a palavra, a dança e a imagem serão os instrumentos de contágio. Através deles será cultivado um novo campo e uma comunidade que se abrirá aos abismos das vontades e das perguntas.

Este espetáculo é financiado pelo Plano Municipal de Integração de Migrantes – Odemira Integra 3G 2020/2022 e pelo FAMI – Fundo para o Asilo, a Migração e a Integração e está inserido na programação do Projeto Lavrar o Mira e a Lagoa – As Artes Além Tejo, produzido pela Cooperativa Cultural Lavrar o Mar.

A entrada é gratuita e o espetáculo tem a classificação etária para maiores de seis anos de idade.


error: www.radiom24.pt