ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Requalificação da Avenida Jorge Nunes em Grândola arranca em janeiro de 2021

Por a 14 de Dezembro, 2020

A primeira fase da requalificação da Avenida Jorge de Vasconcelos Nunes, em Grândola, vai arrancar em janeiro de 2021, num investimento de quatro milhões de euros, revelou hoje a câmara municipal.

A obra, adjudicada por 4.020.199,88 euros, recebeu recentemente o visto do Tribunal de Contas (TdC) e terá um prazo de execução de 24 meses.

A requalificação da Avenida Jorge de Vasconcelos Nunes, mais conhecida por avenida da estação, numa extensão superior a um quilómetro, “irá solucionar vários problemas identificados” ao nível das infraestruturas, faixa de rodagem, passeios, estacionamento, passadeiras e iluminação.

O projeto de intervenção foi desenvolvido por técnicos da câmara municipal e contou com contributos recolhidos durante as sessões de apresentação com a população e com os eleitos municipais, explicou a autarquia em comunicado.

A requalificação irá solucionar vários problemas, como “infraestruturas antigas, subdimensionadas e com insuficiências graves, piso da faixa de rodagem e dos passeios em mau estado, estacionamento desorganizado e mal dimensionado, passadeiras pouco seguras, iluminação insuficiente e elementos arbóreos em mau estado fitossanitário”.

Com esta intervenção, a câmara municipal “pretende melhorar as condições de mobilidade através de passeios alargados para a circulação pedonal, adaptação e delimitação das passadeiras, integração de uma ciclovia, zonas de lazer com novo mobiliário urbano, organização do estacionamento e introdução de estacionamento para mobilidade reduzida”.

O projeto, que conta com o apoio de fundos comunitários no valor de 1,3 milhões de euros, inclui igualmente a “colocação de iluminação eficiente e adequada e introdução de ilhas de contentores enterrados”, adiantou.

“Ao nível do subsolo serão substituídas todas as infraestruturas, por novas infraestruturas redimensionadas para cumprir as exigências atuais, incluindo a construção de novos coletores pluviais, inexistentes em grande parte da avenida”, concluiu.


Opinião do Leitor

Deixe um comentario


error: www.radiom24.pt