ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Reforço da capacidade de trabalhar em proximidade “é fundamental” defende secretária de Estado

Por a 2 de Dezembro, 2021

A secretária de Estado da Inovação e da Modernização Administrativa, Maria Fátima Fonseca, disse hoje, em Santiago do Cacém, que a pandemia “acelerou a utilização do digital” nos serviços públicos e que o atual desafio passa pelo “reforço da capacidade de trabalhar em proximidade”.

“Se é verdade que a pandemia acelerou de forma muito significativa a utilização do digital”, permitindo que os serviços da administração pública continuassem “a servir com qualidade as populações”, também “é verdade que o desafio da acessibilidade aos serviços públicos se joga todos os dias no território, na presença física e no contacto humano”, salientou a governante na cerimónia de assinatura do protocolo para a instalação da Loja do Cidadão.

Para Fátima Fonseca é “fundamental” continuar a “investir” no “reforço da capacidade de trabalhar em proximidade”, considerando este fator um “dos pilares centrais” da Estratégia para a Inovação e Modernização do Estado e da Administração Pública, aprovada em 2020.

“Fidelizando com modelos de gestão inovadores, disponibilizando com inteligência a tecnologia digital, mas fazê-lo a pensar nas pessoas e é por esta razão que as já 62 Lojas do Cidadão que existem no nosso território são uma rede em expansão”, afirmou.

Esta aposta, sublinhou a governante, permitiu também o crescimento da rede de Espaços Cidadão, que atualmente é de 783 em todo o território nacional.

“É uma rede que permite, não só chegar às pessoas, apoiando na utilização dos serviços digitais, mas também capacitar as pessoas para a utilização autónoma desses mesmos serviços”, acrescentou.

Ainda de acordo com a governante, foi assumido o compromisso de abrir, na atual legislatura, seis novas Lojas do Cidadão, “já foi concretizado em setembro”, e de aumentar, em pelo menos 25%, os Espaços Cidadão, “concretizado em maio deste ano”.

“Os autarcas tiveram um papel decisivo na resposta à crise pandémica e às necessidades das pessoas e esta parceria foi muito significativa através da intervenção dos Espaços Cidadão no território que permitiram inclusive a renovação do seu catálogo de serviços, com a disponibilização dos certificados digitais, a entrega dos cartãos de cidadão ou agendamento da vacinação covid”, exemplificou.

Lembrou ainda o compromisso de disponibilizar o acesso a Espaços do Cidadão Móveis a “pelo menos 25%” dos territórios de baixa densidade.

“Temos previsto no quadro temporal do PRR, até 2026, a criação de mais 20 Lojas do Cidadão, pelo menos mais 300 Espaços Cidadão do 12 Espaços Cidadão Moveis, o concurso para a aquisição destas soluções está a ser lançado pela AMA neste momento, por isso estamos a criar as condições para cumprir os compromissos que tencionamos honrar”, concluiu.

A Loja do Cidadão “de nova geração”, que vai funcionar no antigo edifício do BNU, em Santiago do Cacém, dentro de dois anos, vai incluir o Serviço de Finanças e da Segurança Social, o Espaço Cidadão e um conjunto de serviços públicos.

A cerimónia de assinatura do protocolo para a instalação da Loja do Cidadão de Santiago do Cacém contou também com a presença do secretário de Estado da Descentralização do da Administração Local, Jorge Botelho e do secretário de Estado da Segurança Social, Gabriel Bastos.


error: www.radiom24.pt