ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Quarta etapa do Festival Terras Sem Sombra passa por Santiago do Cacém

Por a 14 de Julho, 2021

A quarta etapa do Festival Terras Sem Sombra cumpre-se no próximo fim de semana, em Santiago do Cacém, com o concerto “Clareiras no Céu”.

Além do concerto com a soprano Carla Marujo e o pianista João Paulo Santos, no Auditório Municipal António Chainho, no próximo sábado, às 21:30,  em que vão apresentar músicas dos compositores Darius Milhaud, Lili Boulanger e Olivier Messiaen, o programa completa-se com uma visita ao Sítio Arqueológico de Miróbriga, e uma ação de salvaguarda da biodiversidade, no domingo de manhã, subordinada ao tema “Fazenda de Todos os Munícipes: O Pinhal do Concelho”.

“Clareiras no Céu” é um concerto com estreia nacional do ciclo completo das melodias de Clairières dans le Ciel, composto por Lili Boulanger, com “uma mensagem poética e musical de renascimento, amor, redenção e luz”, destacam os promotores.

“Não há melhor definição do que todos sentimos neste momento, do que um renascimento das cinzas após um grande incêndio. Foi como uma artista ressuscitada desta pandemia que arrasa sonhos e vontades, que recebi o convite para um recital neste festival”, realça a soprano Carla Marujo, citada num comunicado, da organização.

A artista sublinha “a emoção no regresso ao Festival Terras sem Sombra, desta vez em Santiago do Cacém, numa época tão difícil para artistas e profissionais das artes e da cultura”.

O Terras Sem Sombra, sob a direção artística de Juan Ángel Vela del Campo, define-se como um tríptico – Música, Património Cultural e Salvaguarda da Biodiversidade. Além da música inclui uma visita guiada a um espaço patrimonial e uma ação de salvaguarda da biodiversidade.

No sábado à tarde, antes do concerto, a arqueóloga Manuela de Deus e o historiador de arte, José Raúl Tiago, orientam uma visita ao sítio arqueológico romano de Miróbriga, eloquente testemunho da ocupação romana no Sudoeste Peninsular.

No domingo de manhã, o vereador Albano Pereira, o engenheiro agrónomo Joaquim Pinheiro, o técnico de Património, José Matias e Luís Cavalinhos, funcionário municipal aposentado, conduzem os participantes num passeio no Pinhal do Concelho.

Esta é a 17.ª edição do Festival Terras Sem Sombra, que se iniciou no passado dia 19, em Barrancos, e tem como país convidado a Bélgica, que sucedeu à Checoslováquia (2019).

Todas as iniciativas, são gratuitas, decorrem aos fins de semana, e seguem “as regras sanitárias determinadas pelas autoridades de saúde, no âmbito do combate à pandemia da covid-19”.

As próximas etapas cumprem-se em Castelo de Vide (31 de julho e 01 de agosto), Beja (07 e 08 de agosto), Sines (21 e 22 de agosto), Ferreira do Alentejo (04 e 05 de setembro), Viana do Alentejo (12 e 13 de setembro) e Vila Nova de Mil Fontes, no concelho de Odemira (18 e 19 de setembro).


error: www.radiom24.pt