ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

PSD quer intervenção célere da IGAS no processo de vacinação contra a covid-19

Por a 2 de Fevereiro, 2021

O presidente da distrital de Setúbal do PSD, Paulo Ribeiro, defendeu uma intervenção “célere e eficaz” da Inspeção-Geral das Atividades em Saúde (IGAS) no processo de vacinação contra a covid-19, por considerar que estão a existir “desvios bastante graves” de dirigentes de instituições nesta matéria.

Em comunicado, a distrital do PSD, refere que “as notícias de vacinação indevida por parte de dirigentes de organismos públicos multiplicam-se”, dando como exemplo os casos da Segurança Social de Setúbal ou de instituições sociais, como as Misericórdias de Montijo e Canha, que levam Paulo Ribeiro a pedir uma “fiscalização mais apertada e preventiva” por parte das entidades competentes.

“Todos os dias aparecem novas notícias sobre dirigentes que se vacinaram, assim como familiares mais próximos, à margem da lei. Isto não pode acontecer. É gravíssimo”, acrescentou o dirigente, citado no mesmo comunicado.

Sobre o caso que envolveu, pelo menos, 126 funcionários da Segurança Social de Setúbal, onde se incluíram dirigentes, que foram vacinados contra a covid-19, Paulo Ribeiro exigiu que o Governo “esclareça rapidamente este assunto, não só quanto à conduta da Segurança Social de Setúbal, mas também das responsabilidades da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) em todo este processo”.

“Não é por a responsável distrital se ter demitido, que este processo fica encerrado. É necessário conhecer todos os seus contornos, de forma a punir os responsáveis e a evitar fraudes futuras”, concluiu.


error: www.radiom24.pt