ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Peça de teatro “Não” é apresentada esta segunda-feira no AMAC (c/áudio)

Por a 1 de Novembro, 2021

O Auditório Municipal António Chainho, em Santiago do Cacém, recebe esta segunda-feira, a peça de teatro intitulada “Não”, que é levada ao palco pela cooperativa cultural Lavrar o Mar, no âmbito do projeto “Lavrar o Mira e a Lagoa – As Artes Além Tejo”.

A peça de teatro assinada pelo diretor artístico da cooperativa Lavrar o Mar, Giacomo Scalisi, a partir de textos originais e do “diálogo” com o escritor Afonso Cruz, que pretende falar aos mais novos “sobre a importância de se poder pensar em liberdade”.

Este espetáculo “aborda a ideia de como uma sociedade pode viver em liberdade sem ódio, sem criar monstros, antagonismos ou ditaduras e sem pessoas que são oprimidas”, explicou Scalisi, adiantando que a dramaturgia “cruza-se” em palco com a música e o canto polifónico.

Depois de já ter passado por várias escolas de Odemira, “Não” é apresentado esta segunda-feira, pelas 16:00, no Auditório Municipal António Chainho, em Santiago do Cacém.

Três mulheres fundem-se numa só para nos explicar que os monstros podem mesmo existir – e que ganham forma com as mais pequenas coisas e com os medos mais infundados. Inicialmente o Instituto das Pessoas Normais defendia que a normalidade vinha da liberdade de cada um ser como é. Ser normal era ser diferente e único. Agora, este Instituto defende que, para evitarmos comportamentos desviantes, devemos todos comportarmo-nos de maneira igual para protegermos as pessoas de bem. O que é, afinal, ser normal? E o que são pessoas de bem?
Marcado pelo canto polifónico, NÃO mostra-nos que três vozes diferentes são mais belas que o uníssono, e que a harmonia é possível. Escolhemos portanto, face à normalidade que nos cerca, o único caminho que nos parece
pouco habitual: RESISTIR.

error: www.radiom24.pt