ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

PCP apresenta projeto de resolução a recomendar requalificação de escola em Grândola

Por a 14 de Julho, 2021

O PCP apresentou na Assembleia da República um projeto de resolução que recomenda ao Governo a adoção de medidas sobre a Escola Secundária António Inácio da Cruz, em Grândola, como a requalificação e modernização tecnológica num processo que deve envolver toda a comunidade escolar.

“A descrição exaustiva sobre as atuais instalações da escola”, identificada pela comunidade educativa, “mostra a dimensão dos seus problemas e comprova a necessidade urgente de uma intervenção de requalificação”, referem os deputados Ana Mesquita, Paula Santos, João Oliveira, António Filipe, Bruno Dias, Alma Rivera, João Dias, Duate Alves, Jerónimo de Sousa e Diana Ferreira.

No entender do grupo parlamentar do PCP, trata-se de uma “reivindicação amplamente consensual no concelho de Grândola” que junta autarquias, comunidade educativa, professores, funcionários, pais e estudantes.

“Porém o Governo insiste em não adotar as medidas para a resolução dos problemas de instalações, de substituição de equipamentos, mobiliário e reforço do material escolar, não assumindo as suas responsabilidades e competências nesta matéria”, lê-se no documento.

No entender dos deputados, “cada ano que o Governo deixa passar, sem tomar qualquer iniciativa para resolver os problemas identificados nesta escola só está a contribuir para o agravamento das condições de trabalho e para a deterioração das condições de aprendizagem dos seus estudantes”.

“O elevado estado de degradação das instalações da Escola Secundária António Inácio da Cruz é o resultado do desinvestimento na Escola Pública”, acusa o PCP que exige do Governo a adoção de “medidas urgentes para a requalificação da escola, garantido assim as condições de qualidade no processo ensino/aprendizagem”.

No projeto de resolução, o grupo parlamentar pede ainda ao Governo para “proceder à modernização tecnológica, através do reforço de rede de comunicações, em particular eletrónicas, à substituição de equipamentos obsoletos e de mobiliário e ao reforço de material didático” e que este “assegure a participação da comunidade escolar, professores, funcionários, pais, estudantes e autarquias locais no processo de requalificação da Escola”.

Os deputados recomendam também que o Governo “procure soluções de financiamento para este investimento, designadamente de fundos comunitários, sem prejuízo do recurso a financiamento nacional, através do Orçamento do Estado”.


error: www.radiom24.pt