ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Passado romano junta Santiago do Cacém ao município húngaro de Szombathely

Por a 3 de Junho, 2019

O concelho de Santiago do Cacém e o município do condado de Szombathely, na Hungria, assinaram na sexta-feira um acordo de geminação tendo em conta o “passado romano comum” às duas cidades.

A assinatura do acordo de geminação realizou-se na sala de sessões do município de Santiago do Cacém numa cerimónia que contou com a presença de Álvaro Beijinha, presidente do município do litoral alentejano e de Tivadar Puskás, presidente do município húngaro.

O acordo de cooperação estabelece a promoção de conhecimento e evocação de tradições históricas, folclóricas e nacionais, o apoio nas relações pessoais de amizade entre os cidadãos das duas cidades em áreas especificas, com foco na expansão das possibilidades de turismo, na promoção do intercâmbio de experiências e na cooperação com vista à introdução de relações económicas de interesse mútuo.

A geminação vai permitir uma visão profunda dos costumes culturais através da organização de exposições conjuntas e convite de artistas e grupos artísticos, promover, valorizar e divulgar a presença romana nas duas cidades.

De acordo com Álvaro Beijinha, o “acordo de irmandade”, que teve início o ano passado com o Festival Terras Sem Sombra, vai permitir “abrir portas para a concretização de iniciativas e projetos conjuntos no futuro” nas áreas da cultura, economia, turismo e do ponto de vista cientifico.

Segundo o município de Santiago do Cacém, em comunicado, do ponto de vista económico, a ligação à cidade húngara também se revela interessante, pois trata-se de “uma zona fortemente industrializada, nomeadamente no setor das componentes para automóveis”.

Com 80 mil habitantes, o condado de Szombathely é a única localidade da bacia dos Cárpatos que é habitada sem interrupções há 2 mil anos.

Com um passado histórico glorioso, a cidade húngara, fundada pelo imperador romano Claudius, é a casa natal de São Martinho, um dos santos mais conhecidos de toda a Europa, e tem a 3.ª maior igreja da Hungria.

O nosso objetivo é fortalecer as relações entre os nossos países e já conseguimos identificar várias áreas propicias para esta colaboração”, referiu o presidente do município de Szombathely, capital do condado de Vas, na Hungria.

De acordo com Tivadar Puskás, o acordo agora firmado permite “fortalecer as relações” entre os dois países (Hungria e Portugal) e exemplo disso são “as ligações históricas” tanto em “termos de território como de população”.

Já temos a base para seguir em frente e construir novas relações entre Santiago do Cacém e Szombathely”, referiu o autarca húngaro depois de ter passado em revista as ligações e o passado histórico, entre Portugal e a Hungria, desde as “ligações familiares da rainha Isabel da Hungria e a rainha Santa Isabel de Portugal” ao futebol.

Para Tivadar Puskás, “tanto o Benfica como o Sporting são grandes equipas e os adeptos nutrem muito afeto uns pelos outros mas nós húngaros talvez tenhamos uma ligeira tendência pelo Benfica tendo em conta a figura de Bella Gutman, o grande treinador húngaro que ganhou duas taças da Europa e porque foi um treinador húngaro que descobriu Cristiano Ronaldo para o mundo”, adiantou Tivadar Puskás.

O acordo de geminação entre as duas cidades foi apadrinhado pela Associação Amizade Hungria.

Estamos totalmente comprometidos em fazer deste protocolo um sucesso na área cultural e empresarial e, sobretudo, aproximar as duas comunidades e os dois concelhos”, sublinhou Miguel Depape, presidente da associação.

Após a assinatura do acordo de geminação, os dois municípios comprometem-se a preparar as formas concretas de cooperação nas áreas da cultura, arqueologia, ação social, cuidados de saúde, educação e formação profissional, arquitetura, proteção ambiental, turismo, desporto e economia.


Opinião do Leitor

Deixe um comentario


error: www.radiom24.pt