ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Odemira recebe performance de malabarismo poético “A Grande Errância”

Por a 23 de Outubro, 2021

Entre os dias 9 e 30 de outubro, “A Grande Errância” passa por Monchique, Aljezur, Odemira e Santiago do Cacém. Serão 3 semanas, 6 errâncias “malabarizadas” que ligam as cerimónias em cada município. Cada errância junta um/a malabarista com uma pessoa local convidado/a.

A vila de Odemira vai receber “A Grande Errância”, uma performance de malabarismo poético, no próximo sábado, dia 23 de outubro, pelas 16.00 horas, no Jardim Ribeirinho do Mira.

A iniciativa insere-se no Projeto Lavrar o Mira e a Lagoa – As Artes Além tejo, sendo produzida pela Cooperativa Cultural Lavrar o Mar, com financiamento dos Municípios de Odemira e de Santiago do Cacém e dos Programas Alentejo 2020 e Compete 2020.

6 malabaristas e os seus companheiros de caminhada revezam-se para levar 3 massas de malabarismo. Durante mais de uma centena de quilómetros, elas encher-se-ão das paisagens, dos encontros, de lama, de alcatrão e de areia, de rostos e do tempo que percorre os caminhos sinuosos. Entre turistas experimentais e aventureiros do momento, os performers nómadas tecem a tela da narrativa num mapa amachucado para, no fim, encerrar a errância ao entregar-nos um relato de viagem numa cerimónia popular, colectiva e poética.

“A Grande Errância” conta com a participação dos malabaristas Paul Cretin-Sombardier, Thomas Dequidt, Sylvain Pascal, Valentina Santori, Pietro Selva Bonino e Johan Swartvagher, sendo a composição musical, interpretação e improvisação de Alexandre Verbiese. A produção e coordenação é de Caroline Sotta, com o apoio técnico de Erwan Sautereau.


error: www.radiom24.pt