ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Odemira pede reforço de equipas de sapadores florestais na limpeza das florestas (c/áudio)

Por a 7 de Março, 2019

O vice-presidente da Câmara de Odemira pediu ao Governo o reforço das equipas de sapadores florestais no seu concelho para garantir a limpeza das áreas consideradas prioritárias até 15 de março.

De acordo com Ricardo Cardoso, há concelhos com uma área mais reduzida do que Odemira com duas equipas de sapadores florestais.

 

 

A atual equipa de sapadores florestais é insuficiente, considera o autarca que exige “mais meios” para fazer a limpeza dos terrenos florestais.

 

 

No Alentejo, foram identificadas seis zonas de ‘alto risco’, nas freguesias de São Teotónio (uma das maiores do país), Saboia, Santa Clara, Luzianes, Boavista dos Pinheiros, São Salvador e Santa Maria, todas elas no concelho de Odemira, e três áreas de “segunda prioridade”, também naquele concelho do litoral alentejano.

No âmbito da proteção da floresta contra incêndios, foi estipulado o dia 15 de março como data limite para os proprietários concluírem a limpeza dos terrenos, mas o autarca diz que a operação não estará completa dentro dos prazos estabelecidos pelo Governo.

 

A Câmara de Odemira está igualmente a trabalhar com as Juntas de Freguesia do concelho no sentido de aumentar o número de ‘Aldeias Seguras’ num território com 1721 quilómetros quadrados.

No âmbito deste programa, que procura garantir uma maior proteção das aldeias em caso de incêndio, “já foram criadas” duas aldeias no concelho de Odemira e, segundo Ricardo Cardoso, este ano “estão a ser identificados alguns dos aglomerados que precisam de uma intervenção”.

Até ao momento, segundo o autarca, a Guarda Nacional Republicana já identificou “56 prédios” no concelho de Odemira por incumprimento na limpeza dos terrenos.


Opinião do Leitor

Deixe um comentario


error: www.radiom24.pt