Faixa Atual

Título

Artista

Background

Odemira já recebeu cerca de 100 refugiados ucranianos

Escrito por em 23 de Março, 2022

O município de Odemira já acolheu “cerca de 100” refugiados ucranianos, tendo disponibilizado um conjunto de medidas, em articulação com os organismos nacionais e locais, com o objetivo de minimizar o impacto desta situação e apoiar a população deslocada, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a autarquia diz ter disponibilizado na página online, uma área denominada ‘SOS Ucrânia’, com “informação importante” para “apoiar os refugiados que chegam ao concelho e os odemirenses que pretendem colaborar”.

No site oficial do município, foi criada uma área que centraliza e sistematiza informação sobre apoios e serviços para esta comunidade, contactos para registo e sinalização de necessidades, informação sobre pontos de recolha de bens de primeira necessidade, assim como de ofertas da comunidade ao nível de emprego e habitação, indica.

“Os cidadãos odemirenses que queiram manifestar o interesse para a receção de refugiados ucranianos, no âmbito do “Porta de Entrada” – Programa de Apoio ao Alojamento Urgente (Regime Excecional Ucrânia), podem recorrer ao formulário disponibilizado online, seja a nível empresarial (alojamentos turísticos, por exemplo) ou particular”.

São também disponibilizados os contactos do Serviço de Ação Social do município, para qualquer esclarecimento: +351 961 620 618 (dias úteis, entre as 9:00 e as 17:00) ou accao.social@cm-odemira.pt

De acordo com a câmara, esta terça-feira, decorreu uma reunião de coordenação para articular medidas e respostas necessárias para o melhor acolhimento destas famílias, constituindo-se o município “como uma ponte entre os vários atores do território e a população que precisa desta ajuda neste momento”.

No mesmo comunicado, o município refere que “já terão chegado cerca de 100 pessoas” ao concelho de Odemira, oriundas da Ucrânia, “na sua maioria mulheres e crianças”, existindo também menores integrados em escolas do concelho.

“A maior parte destes cidadãos foram alojados no Colégio Nossa Senhora da Graça em Vila Nova de Milfontes, instituição que conta com o apoio do município de Odemira, no âmbito de refeições e material escolar, estando a ser analisadas outras formas de apoio”, acrescenta.

Em paralelo, há também vários cidadãos alojados com familiares e amigos da comunidade ucraniana residente no concelho, notou o município, saudando a “mobilização da sociedade civil para apoio à população da Ucrânia”, através de várias campanhas de solidariedade para ajudar a população da Ucrânia, lideradas por associações, instituições e Juntas de Freguesia.

De acordo com os últimos dados oficiais do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, e que reportam a dezembro de 2021, residem 355 cidadãos de nacionalidade ucraniana no concelho de Odemira.


error: www.radiom24.pt