ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Obras de requalificação do Bairro do Pinhal arrancaram esta semana

Por a 15 de Junho, 2019

As obras de requalificação do espaço público no Bairro do Pinhal, em Vila Nova de Santo André, arrancaram esta semana, numa intervenção orçada em 1,1 milhão de euros, divulgou o município de Santiago do Cacém.

De acordo com a autarquia, em comunicado, o objetivo da empreitada passa por qualificar a imagem geral do bairro, a nível paisagístico e funcional, recorrendo ao espaço público para preservar a memória do local, valorizar os usos partilhados ao mesmo tempo que garante a segurança dos utilizadores.

Pretendemos dar uma nova cara àquele bairro à semelhança do que estamos a fazer no Bairro das Flores e iremos fazer no Bairro do Serrotes, dar mais condições de mobilidade às pessoas e melhor ambiente urbano qualificando o espaço público”, adiantou o presidente da Câmara de Santiago do Cacém.

A operação de requalificação deste aglomerado populacional “com problemas complicados de regeneração”, prevê melhorias ao nível das áreas de circulação pedonal, com a repavimentação dos passeios existentes, criação de acessos desnivelados, redefinição de áreas pedonais, de circulação mistas, de áreas viárias e a repavimentação de áreas degradadas.

Além da instalação de uma lomba no eixo principal do bairro para garantir a circulação pedonal em segurança e a redução da velocidade de viaturas que circulam nesta zona, a intervenção contempla ainda a restruturação dos espaços verdes do bairro, com redefinição da rede de rega e redução dos custos de manutenção.

Está ainda prevista a colocação de mobiliário e equipamento urbano para melhorar a utilização e fruição do espaço, a instalação de dois fogareiros comunitários, a resolução de problemas de drenagem pluvial e o reforço da sinalização vertical e horizontal.

A obra, inserida no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, vai decorrer em simultâneo com a requalificação do Bairro das Flores, uma das maiores empreitadas realizadas pelo município, com um valor de 2 milhões de euros e um prazo previsto de um ano e meio.


Opinião do Leitor

Deixe um comentario


error: www.radiom24.pt