ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Liga convida 4.600 mulheres para rastreio ao cancro da mama no concelho de Santiago do Cacém

Por a 10 de Novembro, 2020

O programa de rastreio do cancro da mama, da Liga Portuguesa Contra o Cancro, está de regresso ao concelho de Santiago do Cacém, para a sua 8.ª edição, entre novembro e janeiro do próximo ano, tendo sido convidadas um total de 4.600 mulheres.

 

A iniciativa, dirigida a mulheres entre os 50 e os 69 anos, está a cargo do Núcleo Sul da Liga Portuguesa Contra o Cancro, e o seu representante Nuno Marques, diz que o rastreio dirige-se a “pessoas assintomáticas”.

“Este é um rastreio para pessoas assintomáticas, ou seja não é preciso sentir alterações para participar neste rastreio. A obtenção da imagem vai permitir que os especialistas façam o diagnóstico e só pelo simples facto de a mulher fazer a apalpação mamária e não sentir alterações não significa que não tenha cancro”, salientou.

Concretizado com o apoio da Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano, da câmara e juntas de freguesia, o programa, que aposta no diagnóstico precoce do cancro da mama, está a decorrer de segunda a sexta-feira, respeitando as medidas de prevenção da covid-19 impostas pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

“A Liga foi muito para além daquilo que foram as recomendações da DGS, implementando outras medidas para garantir a segurança de todas as pessoas que fazem o rastreio connosco. Todas as colaboradoras estão protegidas com equipamentos de proteção individual, desinfetam todo o material e equipamento, entre cada consulta, e só está uma mulher de cada vez dentro da unidade”, acrescentou o responsável.

A campanha, que foi adiada em agosto, devido à pandemia de covid-19, arrancou na passada segunda-feira, dia 02 de novembro, e já passou pelas freguesias de Ermidas-Sado e Abela, seguindo-se, em novembro, São Domingos (10 a 12), Alvalade (13 a 19), e Cercal do Alentejo (20 a 27).

O rastreio prossegue, em dezembro, nas freguesias de Vila Nova de Santo André (02 a 31) e, em Santiago do Cacém, de 04 a 29 de janeiro de 2021.

O último rastreio, que se realizou em 2018, teve uma taxa de participação que se fixou nos 51 por cento.


Opinião do Leitor

Deixe um comentario


error: www.radiom24.pt