ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Já são conhecidas as propostas vencedoras do Orçamento Participativo de Odemira

Por a 18 de Dezembro, 2019

A requalificação de uma área verde em Vila Nova de Milfontes e de alguns espaços escolares em São Teotónio, a aquisição de desfibrilhadores automáticos externos e de painéis solares em Relíquias, são as quatro propostas vencedoras da edição deste ano do Orçamento Participativo (OP) de Odemira.

A proposta que prevê a requalificação de um espaço verde urbano no loteamento dos Alagoachos, na freguesia de Vila Nova de Milfontes, com um total de 1.357 votos, foi uma das vencedoras do OP deste ano. O projeto, com um financiamento de 125 mil euros, propõe a colocação de revestimento, pavimentos, equipamentos fitness, mobiliário urbano e a construção de vedação e sistema de rega num espaço verde urbano.

Entre as propostas de investimentos públicos, a população escolheu também o projeto “Odemira, concelho cárdio-seguro”, que visa equipar o município com 40 desfibrilhadores automáticos externos “para reduzir o número de vítimas por paragem cardiorrespiratória”.

Além da colocação do equipamento “em locais estratégicos” do concelho, a proposta, que obteve 351 votos dos munícipes e um financiamento de 125 mil euros, inclui a formação de 240 operacionais.

A Câmara de Odemira reserva anualmente o valor de 500 mil euros para propostas votadas no OP, sendo 250 mil euros para projetos nas freguesias do litoral ou com população superior a 1.500 habitantes e outros 250 mil euros para projetos nas freguesias do interior ou com população inferior a 1.500 habitantes.

Outras das propostas mais votadas apontam para a requalificação dos espaços escolares do agrupamento de São Teotónio, nas localidades de São Teotónio, Zambujeira do Mar e Brejão, e para a colocação de painéis solares no novo edifício do Lar de Idosos de Relíquias.

As quatro propostas vencedoras do OP de Odemira perfazem um total de 500 mil euros e, de acordo com a autarquia, serão implementadas a partir de 2020.

No total votaram este ano no OP, durante o mês de novembro, 3.209 cidadãos, com idades a partir dos 14 anos, que tiveram a oportunidade de escolher entre 17 propostas de investimentos públicos apresentadas.

Em paralelo, e pelo segundo ano consecutivo, decorreu a votação nas 31 propostas para os processos de OP das freguesias, cujos resultados serão apresentados pelas juntas, referiu o município em comunicado.

Implementado em 2011, o Orçamento Participativo de Odemira pretende “reforçar a participação ativa dos munícipes, possibilitando a apresentação de projetos ou propostas de investimentos que visem a melhoria da vivência coletiva no concelho”.


Opinião do Leitor

Deixe um comentario


error: www.radiom24.pt