ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Sociedade presta homenagem a Jorge Pereira – o ciclista do GD Santa Cruz que sofreu um atropelamento fatal

Por a 21 de Junho, 2019

Foi cedo, muito cedo… tinha “uma vida” pela frente…

Jorge Miguel Nunes da Silva Pereira tinha apenas 39 anos de idade.
Uma força incrível e uma vontade inabalável para ajudar o próximo e para lutar pelas suas causas.
Foi a causa do trabalho em equipa, o espírito combativo e a vontade de chegar mais além que o levaram ao ciclismo “mais a sério”.

Pertencia à equipa do Grupo Desportivo de Santa Cruz – Santiago do Cacém.

Na trágica manhã de quinta-feira dia 20 de Junho de 2019 alguns elementos da equipa juntaram-se a outros amigos para um treino até ao alto da Fóia – Monchique.
Eram um grupo de 12 ciclistas amadores.
Saíram bem cedo e estavam a passar a zona do “festival SW” na estrada municipal 501 – Relva Grande no Concelho de Odemira quando tudo aconteceu… às 8h37m.
Foram abalroados por um veiculo que apareceu “do nada”…

5 ciclista foram colhidos: 3 feridos ligeiros que receberam assistência no local e não necessitaram de transporte ao hospital.

João Maçarico de 37 anos de idade recebeu um impacto fortíssimo. Ferido com extrema gravidade acabou por ser transportado de helicóptero para os hospitais centrais da capital.

Já foi operado mas ao que apurámos está livre de perigo. É o director desportivo da equipa.

Jorge Pereira recebeu o impacto e padeceu no local, apesar de todos os esforços de um grupo de homens (os colegas) que ficaram obviamente desorientados e de algumas pessoas que a eles se juntaram nos primeiros minutos para a assistência… tudo fizeram para recuperarem o “amigo e colega” mas… não foi possível.

O Ciclismo está de luto.

Mais um guerreiro que padeceu na estrada. Atropelado.

 

As manifestações de pesar têm surgido de todos os lados, de todos os quadrantes da sociedade e obviamente com forte incidência no desporto.

Bruno Rosa, atleta conceituado e membro da equipa ia no grupo do acidente e escreveu nas redes sociais:

“…prefiro recordar esse teu sorriso! Sorriso esse que conseguimos sacar na nossa primeira vitória… e esquecer a tua cara hoje enquanto eu tentei a reanimação! Quero acreditar que partiste a fazer algo que gostas e que vais olhar por nós e unir ainda mais a nossa família de Santa Cruz! As tuas palavras hoje quando íamos a pedalar juntos “vais fazer boa prova no CN”, vão ficar para sempre guardadas no meu coração de alguém que eu admirei muito como amigo, atleta e homem! …”

 

Já na página oficial do clube na rede social facebook, podemos ler:

“Um dia muito triste na história do G. D. Santa Cruz … Não há palavras para descrever o que aconteceu hoje e a tristeza que vai dentro da nossa família. Muito mais do que a perda dum colega e amigo, é a perda duma parte do motor e do coração desta família. À família do Jorge Pereira, os nossos pêsames e muita força. Ao nosso director desportivo João Maçarico, enviamos toda a força na sua recuperação, assim como à sua família”.

Jorge Pereira pertence a uma família de empreendedores. Empresários da restauração com uma unidade na localidade de Roncão (concelho de Santiago do Cacém) e outras actividades como uma espingardaria e recentemente lançaram-se no negócio das bicicletas, abrindo uma loja em Santiago do Cacém.

Foi também durante muitos anos barmen num espaço nocturno da cidade de Santiago do Cacém.

O Jorge deixa mulher e três filhos menores, dois meninos e uma menina.

O funeral de Jorge Pereira está marcado para este sábado 22 de Junho a partir das 14h em São Francisco da Serra – Santiago do Cacém. O corpo estará na capela da mesma localidade a partir das 18 horas desta sexta-feira dia 21.

 

Créditos: As fotografias apresentadas no artigo foram retiradas das redes sociais – páginas oficiais. As de grupo são imagens de provas recentes, com a presença do Jorge Pereira junto de outros elementos da equipa do GD S. Cruz.

 

Marcado em

Opinião do Leitor
  1. ruialves olim   A   22 de Junho, 2019 pelas 11:24

    Continua a impunidade e a falta de respeito e educação pelos ciclistas que tambem pagam os seus impostos e teem direito a utilizar a via publuca como qualquer condutor,os meus sentimentos

Deixe um comentario


error: www.radiom24.pt