ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Equipamentos de Proteção Individual oferecidos aos Bombeiros Mistos de Santiago do Cacém

Por a 28 de Dezembro, 2021

Um total de 47 Equipamentos de Proteção Individual (EPI), oferecidos por um emigrante suíço à Associação Humanitária dos Bombeiros Mistos de Santiago do Cacém, foram entregues aos elementos da corporação numa cerimónia que se realizou esta segunda-feira.

Além dos EPI, compostos por casacos e calças Nomex para satisfazer as necessidades dos bombeiros na intervenção contra incêndios, capacetes, luvas apropriadas para incêndios urbanos e industriais e desencarceramentos, e lanternas, foi ainda oferecido um extrator de fumos “na ordem dos oito mil euros”, disse à rádio M24 o comandante dos Bombeiros Mistos de Santiago do Cacém, Pedro Torrão.

Para o responsável, esta oferta “é uma mais-valia” para o corpo de bombeiros que, apesar, de “estar equipado com EPI”, tem “muitas necessidades”.

“Ficamos com uma capacidade de resposta diferente ao nível do equipamento e conseguimos meter os nossos homens e mulheres no terreno equipados como deve ser e espero que 2022 ainda nos traga mais algumas surpresas”, frisou.

De acordo com Pedro Torrão, o equipamento, que “tem uma validade diferente” das normas estabelecidas pela União Europeia, foi doado por uma corporação de bombeiros e está “em condições” para ser “utilizado pelos operacionais no terreno”.

Para o presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Mistos de Santiago do Cacém, João Malaquias, esta oferta permite equipar cada elemento da corporação com EPI no valor de “dois mil euros”.

“Isto para nós era impensável porque se fizermos as contas, só em assalariados, que neste momento são 28, não nos era possível equipar os nossos bombeiros com equipamentos de muito boa qualidade”, sublinhou.

Os equipamentos foram entregues por Pedro Malhoa, um empresário que reside na Suiça há cerca de 10 anos, que ao tomar conhecimento das necessidades da corporação, encetou contactos com uma das associações existentes em Lucerna, no sentido de “ajudar com material para oferecer aos bombeiros”.

“Não sabia que material iriam arranjar, mas quando telefonaram para ver o equipamento percebi que se enquadrava nas necessidades desta corporação e fiquei super feliz por conseguir ajudar e fazer algo por estas corporações que estão sempre disponíveis para nos ajudar”, explicou.

O material foi oferecido por uma corporação de bombeiros em Lucerna (Suiça) que se inteirou “das dificuldades que estamos a passar neste momento” devido à pandemia de covid-19.

“Eles quiseram saber qual a finalidade que ia ser dada ao equipamento e para que corporação de bombeiros iria o material e prontificaram-se a fazer a oferta” que inclui também o extrator de fumos, adiantou.

Para a presidente da União de Freguesias de Santiago do Cacém, Santa Cruz e São Bartolomeu, Isabel Contente, também presente na cerimónia, tratou-se de “um momento gratificante” para uma casa que “precisa da colaboração de todos”.

“Esta casa é imprescindível para todos nós e é importante que, neste percurso de crescimento que a nova direção tem trazido, que um novo olhar rasgue este percurso de futuro e todas estas lacunas sejam compensadas”, frisou.

A cerimónia de entrega do equipamento realizou-se esta segunda-feira no salão nobre dos Bombeiros Mistos de Santiago do Cacém.


error: www.radiom24.pt