ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

COVID-19: Subiu para dois total de mortes na Misericórdia de Sines

Por a 29 de Outubro, 2020

Subiu para dois o número de vitimas mortais do surto de covid-19 na Misericórdia de Sines com a morte do utente que se encontrava hospitalizado. Dos 284 testes à covid-19 realizados durante o dia de ontem foram detetados mais seis casos positivos, um residente e cinco funcionários da instituição. 

Num comunicado conjunto, a Câmara Municipal de Sines, a Autoridade Local de Saúde e a Santa Casa da Misericórdia
de Sines avançam que dos 284 testes à covid-19 realizados na quarta-feira, após a deteção de casos positivos no Lar Prats da Santa Casa da Misericórdia de Sines, não se registam casos positivos entre os residentes das restantes alas e valências da instituição, registando-se, contudo, mais um utente positivo na área onde foram detetados os primeiros dois casos.

Relativamente aos trabalhadores testados ontem há a registar mais cinco novos casos positivos, acrescentam os responsáveis que dão conta de “um segundo óbito”.

“Faleceu esta manhã a utente que estava hospitalizada, desde o passado domingo, no Hospital do Litoral Alentejano. Além de ser uma pessoa de alto risco, devido ao seu estado de saúde, apresentava também comorbilidades”.

Face aos resultados dos testes hoje conhecidos, “importa sublinhar que a inexistência de novas infeções entre os residentes de outras alas do Lar está diretamente relacionada com a implementação e cumprimento do plano de contingência da instituição, bem como das regras de segurança.

Este surto teve início no passado fim-de-semana quando duas residentes foram hospitalizadas após a apresentação de sintomas. De imediato, toda a ala do Lar Prats foi testada, tendo-se registado 42 casos positivos: 35 residentes e sete funcionários.

Foi também decidida a realização, esta quarta-feira, de testes a todos os residentes e trabalhadores de todas as valências da Santa Casa da Misericórdia de Sines. Desde a deteção do primeiro caso, registam-se 50 casos positivos, dos quais 38 são residentes e 12 são funcionários.

“A Câmara Municipal de Sines, a Autoridade Local de Saúde e a Santa Casa da Misericórdia de Sines promoveram hoje uma reunião com diversas entidades, garantindo-se a plena articulação entre todos.

No comunicado, as entidades, referem que a existência de funcionários infetados, e as necessidades de isolamento profilático destes e dos seus contactos, exige que sejam providenciados meios complementares para o regular funcionamento da instituição. A Segurança Social está a assegurar a disponibilização de recursos humanos para auxiliar nos cuidados aos residentes do lar.

Quanto à Câmara Municipal de Sines além da criação de todas as condições logísticas para o acolhimento dos meios humanos disponibilizados pela Segurança Social e reforço do apoio à Santa Casa em termos de equipamentos de proteção individual, irá apoiar, ainda, financeiramente a Santa Casa da Misericórdia no sentido de serem contratualizados os
serviços especializados complementares que se venham a justificar para o normal funcionamento das diversas valências.

Uma vez que a situação impõe novamente a suspensão de todas as visitas, mas tendo em consideração a natural preocupação dos familiares dos residentes, a Santa Casa da Misericórdia tomou a iniciativa de criar uma linha telefónica dedicada à prestação de informações aos familiares dos residentes, a qual funciona através do número 924 187 817.

A Autoridade Local de Saúde continua a acompanhar a situação e encontra-se em permanente comunicação com o clínico residente da Santa Casa da Misericórdia de Sines e médico da Unidade Local de Saúde, assim como com o corpo clínico de retaguarda do Hospital do Litoral Alentejano.


Opinião do Leitor

Deixe um comentario


error: www.radiom24.pt