ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

COVID-19: Reabertura das escolas decorreu “de forma pacífica” em Santiago do Cacém

Por a 19 de Maio, 2020

Os alunos de Santiago do Cacém regressaram às aulas, dois meses depois do seu encerramento, “de forma pacífica” face à nova realidade provocada pela covid-19.

“Foi mais pacífico do que aquilo que eu pensava e ontem, no primeiro dia, foram maioritariamente os alunos do 12.º ano que regressaram e hoje foi a vez dos alunos do 11.º ano. Apesar de ter corrido bem nos dois dias, hoje ainda correu melhor porque os alunos respeitaram ainda mais as regras e tiveram muito mais cuidado”, explicou à rádio M24, o diretor do agrupamento de Escolas de Santiago do Cacém, Manuel Mourão.

Para garantir a segurança dos alunos, o agrupamento definiu os seus planos de contingência e de higienização, na escola secundária Manuel da Fonseca e na escola básica Frei André da Veiga, em Santiago do Cacém, e informou os alunos e encarregados de educação sobre as regras implementadas.

“Na Manuel da Fonseca criámos quatro entradas para evitar a concentração dos alunos e quatro circuitos diferentes desde a entrada até às salas de aula e duas entradas na Frei André da Veiga, foi disponibilizado gel desinfetante e são entregues máscaras aos alunos que não trazem”, adiantou o diretor.

No total regressaram ontem e hoje às aulas 236 alunos “desejosos de se aproximarem uns com os outros”.

“Fui às salas de aula, falei com todos os alunos, desejei um bom regresso e expliquei que tínhamos criado as condições necessárias para que houvesse confiança e segurança e notei uma grande desejo de estarem uns com outros, de se aproximarem e de falarem  uns dos outros”, relatou.

No entender do diretor do agrupamento de escolas de Santiago do Cacém, os dois meses de aulas à distância “consolidou a ideia de que as aulas presenciais são mesmo necessárias”.

“As aulas presenciais são mesmo necessárias para o processo de socialização dos alunos, para que os professores tenham o contacto cara a cara com eles, para em tempo real tirarem as suas duvidas e com o ensino à distância é muito mais complicado e espero que em setembro possamos voltar às aulas presenciais”, concluiu.

 

 


Opinião do Leitor

Deixe um comentario


error: www.radiom24.pt