ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

COVID-19: Presidentes das Câmaras de Santiago do Cacém e de Alcácer recusam vacinação

Por a 22 de Fevereiro, 2021

Os presidentes das Câmaras Municipais de Alcácer do Sal e de Santiago do Cacém recusaram ser já vacinados contra a covid-19 após contactado das autoridades de saúde, no âmbito do Plano Nacional de Vacinação.

Vítor Proença (Alcácer do Sal) e Álvaro Beijinha (Santiago do Cacém) tornaram público, na semana passada, que recusaram o convite, na sequência do alargamento da vacinação aos presidentes de câmara.

O presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha respondeu não ser sua intenção ser vacinado nesta fase do Plano Nacional da Vacinação.

“Considero, face à escassez de vacinas, que existam outras pessoas mais prioritárias, isto sem prejuízo de concordar que os Presidentes de Câmara Municipal, pelas responsabilidades que têm na proteção civil municipal, devem ser considerados prioritários neste processo de vacinação. Neste sentido, aguardarei pela fase em que serão vacinados os cidadãos da minha faixa etária e sem problemas de saúde”, explicou o autarca.

Também Vítor Proença declinou o convite, justificando que deve “ser vacinado enquanto cidadão, quando chegar o meu chamamento pelos serviços de saúde competentes e não vir a ter o privilégio em grupo de prioridade por ser presidente de Câmara”.

Os autarcas de Santiago do Cacém e de Alcácer do Sal juntam-se ao presidente da Câmara Municipal de Grândola, António Figueira Mendes, que há cerca de duas semanas também anunciou que, apesar de fazer parte do grupo de risco, só será vacinado quando for contactado pelos serviços de saúde.


error: www.radiom24.pt