ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

COVID-19: Odemira vai manter-se no mesmo nível do desconfinamento – Governo

Por a 27 de Maio, 2021

O concelho de Odemira vai manter-se no mesmo patamar da semana passada, na terceira fase de desconfinamento, correspondente às regras aplicadas a 19 de abril, anunciou hoje o Governo.

Na conferência de imprensa após a reunião do Conselho de Ministros realizada hoje, a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, indicou que os concelhos de Arganil e da Golegã vão recuar em relação ao nível de desconfinamento devido à incidência de casos de covid-19, sendo que este último junta-se aos concelhos de Montalegre e Odemira, que não avançam em relação à semana passada, na terceira fase de desconfinamento, correspondente às regras aplicadas em 19 de abril.

Arganil, que na semana passada se encontrava na terceira fase de desconfinamento, é o único concelho que agora fica sujeito às regras que se aplicaram em 05 de abril, correspondentes à segunda fase do processo de desconfinamento.

Já o concelho de Lamego recuperou e avança para as regras em que se encontra a generalidade de Portugal continental, na quarta fase de desconfinamento, correspondente às regras aplicadas em 01 de maio.

Segundo a ministra, esta semana entram em alerta quatro concelhos e saíram de alerta seis concelhos, devido ao nível de incidência de casos de covid-19.

Lisboa é um dos municípios que entra em situação de alerta, juntamente com Chamusca, Salvaterra de Magos e Vale de Cambra, que se juntam a Tavira, Vila do Bispo e Vila Nova de Paiva, já em alerta desde a semana anterior.

“A região de Lisboa e Vale do Tejo continua com níveis de incidência crescentes e esses níveis de incidência são motivo de preocupação”, afirmou, salientando que o Governo já aprovou um conjunto de medidas, que passam pela aceleração dos testes já previstos e a realização de testagem em locais onde foram identificados casos.

Recuperaram de situações de alerta os concelhos de Albufeira, Castelo de Paiva, Fafe, Lagoa, Oliveira do Hospital e Santa Comba Dão.

“Estes valores continuam a indiciar que a grande maioria do território continua com baixa incidência” de covid-19, destacou Mariana Vieira da Silva.

A aplicação territorial das regras relativas à covid-19 é alterada semanalmente pelo Governo e depende da sua publicação no Diário da República.

A expetativa, segundo a ministra, é que as alterações hoje anunciadas entrem em vigor às 00:00 de sábado.

As regras menos restritivas, correspondentes à quarta fase do plano de desconfinamento, vão aplicar-se a 274 dos 278 concelhos de Portugal continental.

A quarta fase do desconfinamento, aplicada em 01 de maio, pressupõe permissão de funcionamento de restaurantes e espetáculos até às 22:30, comércio em geral até às 21:00 nos dias de semana e até às 19:00 aos fins de semana e feriados.

Os restaurantes, cafés e pastelarias podem funcionar com a limitação condicionada a um máximo de seis pessoas por mesa no interior e dez pessoas por mesa nas esplanadas.

Podem ser praticadas todas as modalidades desportivas, bem como toda a atividade física ao ar livre. A lotação para casamentos e batizados está limitada a 50% do espaço.

Também podem funcionar nestes concelhos atividade dos itinerantes de diversão, dos parques infantis, que não os públicos, e dos parques aquáticos.

Na terceira fase de desconfinamento, iniciada em 19 de abril, aplicada agora a Golegã, Odemira e Montalegre, estão abertas todas as lojas e centros comerciais, os restaurantes, cafés e pastelarias (com o máximo quatro pessoas por mesa no interior ou seis por mesa em esplanadas) até às 22:30 nos dias de semana ou às 13:00 nos fins de semana e feriados.

Também estão abertos cinemas, teatros, auditórios, salas de espetáculos, lojas de cidadão com atendimento presencial por marcação e podem realizar-se eventos exteriores com diminuição de lotação (cinco pessoas por 100 m²), assim como casamentos e batizados com 25% de lotação.

Na segunda fase de desconfinamento, iniciada em 05 de abril, e para onde recuou Arganil, podem funcionar lojas até 200 m2 com porta para a rua, modalidades desportivas de baixo risco, ginásios sem aulas de grupo, feiras e mercados não alimentares (por decisão municipal), esplanadas, com a limitação máxima de quatro pessoas por mesa, até às 22:30 nos dias de semana e até às 13:00 aos fins de semana.

O primeiro nível de desconfinamento, iniciado em 15 de março, não permitia esplanadas, o comércio só era permitido ao postigo e cabeleireiros, manicures e similares após marcação prévia.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.500.321 mortos no mundo, resultantes de mais de 168,3 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 17.022 pessoas dos 847.006 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.


error: www.radiom24.pt