ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

COVID-19: Jornal “O Leme” suspende edição em papel em abril

Por a 27 de Março, 2020

O jornal “O Leme”, com redação em Vila Nova de Santo André, no concelho de Santiago do Cacém, suspendeu a sua edição em papel devido à falta de colaboradores durante a pandemia da covid-19.

Segundo revelou o diretor do quinzenário, a decisão foi tomada, pela primeira vez, em 35 anos de publicação ininterrupta do jornal que tem uma tiragem de cerca de 2.000 exemplares e uma edição em papel desde 1984.

“Não conheço na história destes 35 anos do jornal de um período em que tivéssemos de optar por não publicar por causa de uma calamidade ou qualquer outra impossibilidade. Penso que esta situação é única e deve-se, essencialmente, porque é um jornal comunitário, feito por pessoas e para pessoas”, explicou à rádio M24 o padre Abílio Raposo.

De acordo com o responsável, o jornal, “depende não só dos redatores como também dos cerca de 15 a 20 colaboradores na dobragem, na colocação das cintas e no envio do jornal para o correio. Sendo um trabalho de grupo, neste momento, é impossível juntarmo-nos para garantir que ele saía em papel”.

A juntar a esta dificuldade, está o encerramento da tipografia, onde quinzenalmente o jornal é impresso, e a falta de publicidade para garantir a sobrevivência do jornal da Paróquia de Santa Maria, de Vila Nova de Santo André.

“Se normalmente a publicidade já é pouca, embora haja sempre um grupo de empresas da cidade que nos ajudam com as suas publicações, agora com esta pandemia, grande parte do comércio e da atividade das empresas fechou ou reduziu, afetando igualmente a nossa faturação porque ficaremos sem condições económicas para pagar cada edição. Só a impressão custa cerca de 500 euros”, lamentou.

Com uma equipa composta por 2 efetivos, quatro ‘free lancers’, mais de 20 colaboradores à distância (na redação),  e 25 voluntários (dobragem), o diretor admite que a decisão manter-se-á enquanto durar a pandemia de covid-19, com uma re-avaliação da situação em maio.

“Os dois jornais de abril, já está quase certo, a publicação em papel. No mês de maio iremos avaliar a situação mas é evidente que o jornal O Leme vai continuar”, garantiu.

No entanto, o quinzenário, que conta com cerca de dois mil assinantes, vai adaptar-se à nova realidade e publicar a próximas edições em formato digital.

“Estamos a fazer essa avaliação com os nossos colaboradores, em teletrabalho, para que chegue ao maior número de pessoas possível, através das plataformas online e mails, sempre com prioridade para os nossos assinantes”, concluiu.

A edição online ficará disponível no site no dia 02 de abril.

 


Opinião do Leitor

Deixe um comentario


error: www.radiom24.pt