ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

COVID-19: Igreja Matriz de Santiago do Cacém retoma eucaristia “em segurança” com a presença dos fiéis

Por a 29 de Maio, 2020

A Igreja Matriz, em Santiago do Cacém, reabre este sábado aos fiéis depois da pandemia de covid-19 ter obrigado ao seu encerramento e a uma adaptação das paróquias para manter o contacto com o público.

“Aos poucos queremos retomar a nossa vida cristã e as nossas celebrações comunitárias com as devidas orientações de segurança para que tudo corra bem porque temos de pensar na nossa saúde mas também na do próximo”, disse à rádio M24 o padre Paulo do Carmo.

As mudanças começam logo à entrada da Igreja, onde vão ser colocados dispensadores de álcool gel, para garantir a adequada desinfeção das mãos, o uso da máscara passa a ser obrigatório, haverá percursos de segurança e sinalização dos bancos para famílias e lugares individuais.

“Na Igreja Matriz de Santiago do Cacém, que é um espaço maravilhoso, e onde se pode celebrar eucaristia com muita segurança para 70 pessoas, vamos implementar uma distancia de segurança minima de 02 metros, ninguém pode entrar sem higienizar as mãos, o uso obrigatório da máscara, os bancos estão devidamente assinalados e vamos ter uma equipa de acolhimento que nos primeiros tempos levarão as pessoas aos seus lugares até se habituarem e as pessoas só retiram a máscara quando forem comungar”, explicou.

Segundo o pároco, a maior parte das eucaristias vão ser celebradas na Igreja Matriz “por uma questão de segurança”, embora uma vez por semana, serão celebradas, na Igreja da Misericórdia, que terá uma capacidade para 25 pessoas.

A eucaristia vespertina será celebrada, na Igreja Matriz, no sábado (30), às 18:30, e no domingo (31),  é celebrada a eucaristica dominical, às 10:00 e 12:00.

Em Abela, a eucaristia vespertina é celebrada, sábado, às 16:30, na Igreja Paroquial e, em Sao Bartolomeu da Serra, às 15:00, na Igreja Paroquial.

Para a celebração das missas, “retiramos no momento da comunhão o sacerdote não diz “o corpo de cristo” e a pessoa não diz “amén”, portanto, comunga em silêncio, para garantir a proteção, e, obviamente o abraço da paz”, acrescentou.

“A entrada para a Igreja será feita por uma porta e a saída por outra, com o devido distanciamento assinalado no chão e aconselhamos que, no final das missas, se evitem ajuntamentos no exterior”, afirmou.

No domingo, serão homenageados “todos aqueles que estiveram na frente de combate” à pandemia de covid-19. A cerimónia terá lugar na Igreja Matriz de Santiago do Cacém, e inclui a colocação do altar mor, das bandeiras, estandartes, símbolos que identifiquem as instituições, associações e movimento do bem fazer (11:45), a celebração da eucaristia do Domingo do Pentecostes (12:10).

“Uma ação de graças por tudo o que tem sido feito de forma a evitar a propagação desta pandemia, bem como ação de graças pela forma responsável como se tem exercido a cidadania, onde o bem comum é uma realidade que transforma o mundo, num mundo melhor”, explica a paróquia de Santiago do Cacém.

Esta cerimónia será transmitida pelo facebook da paróquia, para que “possam assistir os santiaguenses que residem fora, bem como aqueles que  estão nos nossos Lares, cuidados continuados e em suas  casas e, por motivos de saúde, idade e falta de espaço, gostariam  de unir-se a esta celebração”.

Opinião do Leitor

Deixe um comentario


error: www.radiom24.pt