ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

COVID-19: Freguesia de São Teotónio avança um passo no desconfinamento

Por a 13 de Maio, 2021

A freguesia de São Teotónio vai avançar “um passo” no desconfinamento, enquanto a freguesia de Longueira-Almograve, ambas no concelho de Odemira (Beja), vai juntar-se ao patamar de desconfinamento da generalidade de Portugal continental, anunciou hoje o Governo.

“A freguesia de São Teotónio mantém ainda níveis de incidência elevados [de covid-19], ainda que as autoridades de saúde digam que não existe neste momento transmissão comunitária. Ou seja, mesmo existindo um elevado número de casos eles estão identificados e confinados”, afirmou a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, na conferência de imprensa realizada no final da reunião do Conselho de Ministros, em Lisboa.

Face a este cenário, Mariana Vieira da Silva explicou que o Governo decidiu que a freguesia de São Teotónio tem condições para “dar um passo no desconfinamento” e poderá reabrir lojas e esplanadas, embora ainda não possa “acompanhar o resto do país.

Assim, esta freguesia passará a ter as regras estabelecidas para a fase de desconfinamento de teve início em 05 de abril.

Relativamente à freguesia de Longueira-Almograve, a ministra adiantou que se junta ao patamar de desconfinamento em que se encontra a generalidade de Portugal continental.

A situação das restantes 11 freguesias do município de Odemira mantém-se inalterada e permanecem também no mesmo nível de desconfinamento da generalidade dos concelhos de Portugal continental.

As freguesias de São Teotónio e Longueira-Almograve tiveram até terça-feira sob cerca sanitária, devido à elevada incidência de covid-19, sobretudo entre os trabalhadores agrícolas, muitos deles imigrantes.

A cerca sanitária tinha sido decretada no dia 29 de abril e entrou em vigor no dia seguinte.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.333.603 mortos no mundo, resultantes de mais de 160,3 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.999 pessoas dos 840.929 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.


error: www.radiom24.pt