ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Covid-19: Coronel Penha Gonçalves enaltece adesão da população do litoral alentejano à vacinação

Por a 13 de Janeiro, 2022

A adesão da população do litoral alentejano à vacinação contra a covid-19 e o empenho dos profissionais de saúde foi enaltecida, esta quinta-feira, pelo coordenador do plano de vacinação, Carlos Penha Gonçalves.

“O que observamos no ACES do Litoral Alentejano foi uma grande adesão da população e um grande empenho das equipas da saúde que estão no terreno que continuam muito abnegados. Uma percentagem de vacinação bastante apreciável nesta região do país e saio daqui com uma muito boa impressão do modo como o processo está a decorrer, especialmente, o reforço da covid”, avançou o coordenador.

O tenente-coronel, Penha Gonçalves, falava aos jornalistas no final de uma visita ao Centro de Vacinação Covid (CVC) de Santiago do Cacém, no âmbito de uma deslocação ao litoral alentejano, que incluiu uma visita ao CVC de Grândola e a realização de uma reunião, por videoconferência, com todas as Administrações Regionais de Saúde do país.

No final da deslocação, Penha Gonçalves, destacou ainda o “grande comprometimento das autarquias em facilitar o processo” de vacinação “ e até em ceder recursos humanos”, considerando este apoio “fundamental para o êxito” da vacinação na região do Alentejo.

Para o presidente da Câmara de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, tratou-se de uma visita importante para fazer o balanço “do trabalho que tem sido feito no concelho nos últimos meses” no “processo que já vai longo de vacinação” contra a covid-19.

“Esta é a melhor arma que temos para combater este vírus e também as equipas que aqui estão, com a vinda do coordenador, ganham um estímulo adicional, tendo em conta que estão cansadas, depois de vários meses a trabalhar diariamente num sentido de missão”, realçou.

Questionado sobre o processo de votação nas eleições legislativas antecipadas, o autarca, referiu que todos os aspetos “estão a ser acautelados”, reconhecendo a existência de “questões que têm de ser obrigatoriamente cruzadas com as [autoridades] de saúde”.

“Já fornecemos à Comissão Nacional de Eleições os dados das pessoas que vão estar nas mesas (de voto) e de todos os que vão estar envolvidos no processo de vacinação” para “que todas as pessoas possam votar em segurança”.

De acordo com Álvaro Beijinha, nos próximos dias “vai ser articulado com a autoridade de saúde local, a vacinação até ao último dia das pessoas que, eventualmente, possam ter de substituir outras que, por contraírem o vírus, não podem estar nas mesas de voto”, concluiu.

De acordo com dados da Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano (ULSLA) já foram realizadas 187.281 inoculações nos concelhos de Alcácer do Sal, Grândola, Santiago do Cacém, Sines e Odemira.

Os dados indicam que 32,2% da população, entre os 40 e os 64 anos, 70,73% das pessoas, entre os 65 e os 79 anos, e 78,25% dos utentes com mais de 80 anos,  já receberam a dose de reforço da covid-19 na região do litoral alentejano.


error: www.radiom24.pt