ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

COVID-19: Cinco praias em Sines sem vigilância devido a surto em nadadores-salvadores

Por a 7 de Setembro, 2021

Cinco praias do concelho de Sines estão sem vigilância devido a um surto de covid-19 na equipa de nadadores-salvadores da associação Resgate, responsável pela assistência aos banhistas durante a época balnear.


Até ao momento foram detetados “sete casos positivos de covid-19”, entre a equipa de nadadores-salvadores, o que levou à retirada de todos os operacionais das praias concessionadas, avançou à agência Lusa o coordenador da associação Resgate, António Mestre.

De acordo com o mesmo responsável, a autoridade de saúde local decretou “a quarentena e isolamento” dos casos positivos e dos contactos de alto risco, num total de 28 nadadores-salvadores.

Devido à falta do “contingente de nadadores-salvadores para garantir a segurança” dos banhistas, as praias da Vieirinha/Vale Figueiros, Morgavel, Grande de Porto Covo, Ilha do Pessegueiro e Samoqueira, no concelho de Sines, ficaram “sem vigilância”.

Apesar de não ser considerada zona balnear, a praia da Samoqueira, em Porto Covo (Sines) conta com a assistência de nadadores-salvadores.

A vigilância foi entretanto reposta nas praias Vasco da Gama e São Torpes.

A época balnear no concelho de Sines termina no próximo domingo e “até lá vamos tentar abrir as praias”, adiantou o coordenador da Resgate.

O comandante da Capitania do Porto de Sines, Rui Filipe, explicou que foram colocadas placas a alertar os banhistas para a falta de vigilância nestas praias.

“Também as Bandeiras Azuis foram arreadas nestas zonas balneares, em coordenação com a Agência Portuguesa do Ambiente e a associação Bandeira Azul da Europa”, acrescentou.

Para colmatar a falta de nadadores-salvadores, a Policia Marítima de Sines tem duas viaturas em terra e uma embarcação salva- vidas no mar e a associação Resgate colocou duas viaturas na vigilância das praias, estando uma em permanência em Porto Covo.


error: www.radiom24.pt