ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

COVID-19: Câmara Municipal de Santiago do Cacém volta a encerrar equipamentos municipais

Por a 15 de Setembro, 2020

A Câmara Municipal de Santiago do Cacém decidiu encerrar ao público os equipamentos municipais, a partir de hoje e por um tempo indeterminado, devido ao surto de covid-19 que surgiu nos últimos dias e já contabiliza 46 casos ativos confirmados.

Considerando esta uma medida preventiva que pretende minimizar o impacto do surto epidémico de covid-19, foram encerrados o auditório municipal António Chainho, o Arquivo Municipal, a Biblioteca Municipal Manuel da Fonseca, o Moinho Municipal da Quintinha e o Museu Municipal de Santiago do Cacém, divulgou hoje o município.

“Perante o surto epidémico de covid-19, que nos últimos dias tem afetado, sobretudo, a cidade de Santiago do Cacém, a autarquia, decidiu encerrar ao público os equipamentos municipais, a partir de hoje (15 de setembro), por um período indeterminado, até que estejam reunidas as condições para a sua reabertura, tendo em conta a evolução da situação epidemiológica”, refere a autarquia.

A decisão foi tomada em reunião da Comissão Restritiva de Proteção Civil, após serem recebidos seis novos resultados positivos de testes ao novo coronavírus SARS-CoV-2, realizados nos últimos dias no concelho.

“Existe alguma preocupação relativamente a alguns equipamentos municipais que vão suspender a atividade, pelo menos até ao final da semana, até percebermos qual vai ser a evolução da situação e porque estamos à espera de resultados de mais testes realizados entre hoje e amanhã [terça-feira]”, explicou Álvaro Beijinha.

A decisão, adianta o município, segue recomendações da Autoridade Local de Saúde e também as orientações do Plano de Contingência do município de Santiago do Cacém, sendo uma medida preventiva que pretende minimizar o impacto do surto de covid-19 que está a ser devidamente acompanhado.

O autarca sublinhou, por outro lado, que os resultados recebidos de testes realizados nos últimos dias em equipamentos como lares de terceira idade “foram todos negativos, até ao momento”, e que na última semana, entre segunda-feira e domingo, “foram feitos mais de 2.000 testes” à população do concelho.

“A situação é, naturalmente, preocupante, mas parece estar relativamente controlada. Os testes que estão a ser realizados, neste momento, são localmente e têm a ver com escolas, ATL [atividades de tempos livres] e uma ou outra empresa. Em todos os locais onde esteja ligada uma pessoa que testou positivo, vamos lá e fazemos um rastreio generalizado”, explicou o presidente da câmara.

A Comissão Restritiva de Proteção Civil inclui, além da câmara municipal, a Autoridade Local de Saúde, Guarda Nacional Republicana, Segurança Social e as quatro corporações de bombeiros do concelho, Santiago do Cacém, Santo André, Cercal do Alentejo e Alvalade do Sado.


Opinião do Leitor

Deixe um comentario


error: www.radiom24.pt