ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

COVID-19: Câmara de Sines quer trabalhadores “dos serviços essenciais” das autarquias incluídos na vacinação

Por a 5 de Março, 2021

A Câmara Municipal de Sines defendeu a inclusão dos “trabalhadores das autarquias locais”, que “não podem exercer as suas funções em teletrabalho durante o confinamento”, no grupo prioritário do plano nacional de vacinação contra a covid-19.

Numa tomada de posição, aprovada por unanimidade, o executivo municipal de maioria socialista, sublinha que “os trabalhadores das autarquias locais têm estado, desde a primeira hora, na linha da frente do combate à pandemia da covid-19”, destacando-se os “muitos trabalhadores autárquicos” que não podem exercer as suas funções em teletrabalho durante o confinamento.

“Os trabalhadores de serviços essenciais, com especial destaque para todo o universo dos serviços urbanos, continuaram a assegurar a prestação normal de funções tão nobres como a recolha do lixo, a limpeza urbana, o abastecimento de água, o saneamento, a manutenção de espaços verdes e vias de comunicação, a execução de empreitadas, os transportes urbanos, os serviços de proteção civil, segurança e saúde, entre outros”, sublinha.

Trata-se de “serviços públicos importantes que não podem ser descontinuados nem sofrer nenhuma perturbação no seu normal funcionamento”, lê-se no documento.

Por esta razão, a Câmara Municipal de Sines, que considera “essencial” a inclusão destes trabalhadores nos grupos prioritários do plano nacional de vacinação contra a covid-19, dirigiu à Direção-Geral da Saúde “um apelo e um convite” para que, em conjunto com o município, “se possa fazer um mapeamento dos serviços autárquicos mais relevantes e cujos trabalhadores se encontram mais expostos ao risco”.

 


error: www.radiom24.pt