ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

COVID-19: Autarca de Grândola preocupado com aumento de casos de infeção (c/áudio)

Por a 18 de Dezembro, 2020

O presidente da Câmara Municipal de Grândola, António Figueira Mendes, mostrou-se hoje preocupado com a sucessivo aumento de casos de infeção pelo novo coronavírus no concelho que passou para a lista de municípios com risco muito elevado de contágio.

 

Em declarações à rádio M24, António Figueira Mendes diz que esta situação tem impacto negativo não só ao nível da saúde pública como da economia local.

 

 

No entender do autarca, a autoridade de saúde pública está a ter “algumas dificuldades” no combate e prevenção da doença “com falta de meios” para lidar com os “vários focos e o aumento de infeções”.

 

 

Com o aproximar da época festiva de Natal e Ano Novo, o presidente da Câmara de Grândola apela à contenção da população para evitar ao máximo os contactos.

 

 

O concelho de Grândola está agora na lista de municípios com risco muito elevado de contágio pelo novo coronavírus, sendo aplicadas, a partir de 24 de dezembro, medidas mais restritivas no que diz respeito ao combate à pandemia de covid-19.

Segundo a lista de níveis de risco divulgada ontem pelo Governo, depois do Conselho de Ministros em que foram avaliadas e ajustadas as medidas de contenção da pandemia de covid-19 para o Natal e Ano Novo, ​​​​​​no litoral alentejano, existe agora um concelho em risco muito elevado de contágio, dois em risco elevado e dois em risco moderado, mais um do que no início do mês.

Com base nos dados disponibilizados pela proteção civil municipal, entre 07 de dezembro e 17 de dezembro, o concelho de Grândola registou um total de 61 novos casos de covid-19.

Apesar da atualização das listas, as restrições aplicadas devido à pandemia de covid-19 em cada um dos concelhos, mesmo que tenham subido ou descido de nível, permanecem sem alteração até à entrada em vigor do novo estado de emergência, em 24 de dezembro.

O concelho de Grândola (com 90 casos ativos) vai integrar a lista de municípios com risco muito elevado, enquanto que os concelhos de Alcácer do Sal (14) e Odemira (98) vão manter-se no nível elevado, Sines (17) desce para moderado e junta-se a Santiago do Cacém (24) que permanece nesta lista.

 


error: www.radiom24.pt