ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

COVID-19: Autarca de Grândola apreensivo com situação de alerta devido ao aumento de casos

Por a 17 de Junho, 2021

O presidente da Câmara de Grândola, António Figueira Mendes, mostrou-se hoje apreensivo com a entrada na lista dos municípios em situação de alerta, devido ao aumento de casos de covid-19 na última semana, anunciada pelo Governo.

Imagem de Arquivo

Os concelhos de Grândola e Sines ficam, a partir de hoje, sob alerta das autoridades de saúde, numa lista composta por 20 municípios, com mais de 120 casos por 100 mil habitantes.

“De um momento para o outro as coisas ultrapassaram aquilo que era a nossa perspetiva até há pouco tempo e, para isso, bastou haver três ou quatro casos importados. A situação está complicada e estamos preocupados e a acompanhar de perto”, avançou à rádio M24 o presidente da Câmara de Grândola, António Figueira Mendes.

Perante o atual cenário, o município vai “adotar um conjunto de medidas”, apostando nos “testes aos trabalhadores” da autarquia.

“Não é apenas em Grândola que isto está a acontecer, mas era o que menos desejávamos para o concelho. Para mais agora que estávamos a caminhar bem, em termos de restauração e empresas” para o início do verão.

Com uma população de 15 mil habitantes, o autarca diz que os números apontam “para uma boa percentagem de vacinação” contra a covid-19.

“Neste momento, temos mais de 10 mil vacinadas administradas, sendo uma percentagem importante. Para além daquelas pessoas que já foram infetadas e estão vacinadas, creio que temos aqui indícios da nova variante [Delta], embora a autoridade de saúde é que pode avaliar essa situação”, acrescentou.

Esta quarta-feira “foram feitos testes nas escolas a mais de 100 crianças” da comunidade escolar e “felizmente a percentagem de infetados foi pouca”, concluiu.

De acordo com o boletim epidemiológico, divulgado na quarta-feira, o concelho de Grândola regista um total de 18 casos de covid-19 ativos, estando 44 pessoas em vigilância ativa.

Ao todo, há 20 concelhos que ficam sob alerta das autoridades de saúde: Alcochete, Águeda, Almada, Amadora, Barreiro, Grândola, Lagos, Loures, Mafra, Moita, Montijo, Odivelas, Oeiras, Palmela, Sardoal, Setúbal, Seixal, Sines, Sobral de Monte Agraço e Vila Franca de Xira.


error: www.radiom24.pt