ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

COVID-19: Autarca de Alcácer do Sal preocupado com aumento de casos ativos no concelho

Por a 6 de Janeiro, 2021

 O presidente da Câmara de Alcácer do Sal, Vítor Proença, mostrou-se hoje preocupado com o aumento de casos ativos de infeção pelo novo coronavírus, associando os números ao período do Natal e Ano Novo. 

Segundo os boletins epidemiológicos divulgados pela câmara municipal, entre 20 de dezembro e 05 de janeiro, o concelho de Alcácer do Sal aumentou dos 18 para 80 casos ativos.

“Claramente está identificado o período que antecedeu o Natal, o período de Natal e de Ano Novo, pelo mapeamento feito pela [Autoridade] de Saúde Pública que houve uma série de convívios de carácter familiar, nuns casos mais ampliados do que em outros, e que provocaram esta situação de aumento significativo do número de positivos”, afirmou o autarca à rádio M24.

Em comunicado, a autarquia referiu que, no litoral alentejano, o concelho de Alcácer do Sal é “o que apresenta maior número de internados” no Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém.

“Estão a ser desenvolvidos muitos testes entre a população e a Saúde Pública, com o apoio da Câmara Municipal de Alcácer do Sal que cedeu um elemento para os inquéritos, está a proceder à testagem de um conjunto numeroso de pessoas”, adiantou.

O último boletim epidemiológico, divulgado ao final do dia de ontem, aponta para o surgimento de 31 novos casos ativos e seis recuperados, contabilizando um total de 105 casos positivos.

Os casos estão a surgir “um pouco por todo o lado”, sublinhou o autarca com maior incidência “na cidade de Alcácer , entre bairros”.

Vítor Proença alertou ainda para “as consequências negativas” que o aumento de casos ativos no concelho poderá provocar na economia local, com o nível de risco a subir para o mais elevado.

“O facto de podermos vir a subir para o patamar mais extremo, relativamente à classificação dos municípios, vai trazer consequências negativas para o comércio e restauração local que já apresentam muitas debilidades. Os números neste momento são muito elevados e desejamos que rapidamente possamos regressar ao nível baixo que nos estava a caracterizar e que no Natal e no Ano Novo se inverteu completamente”.

O autarca acompanhou ainda as preocupações da delegada de saúde de Alcácer do Sal, Tamara Prokopenko, que ontem, após a reunião da comissão de proteção civil restrita, num vídeo publicado pela câmara municipal na rede social facebook, afirmou que a “situação está descontrolada”.

“Acompanho a delegada de saúde, que tem feito um notável trabalho, nessa linha de pensamento porque de facto a situação é preocupante”, frisou o presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal que apela “ao reforço das medidas de proteção individual, de civismo e responsabilidade individual, que foi coisa que faltou no período natalício e de passagem de ano”.

Questionado sobre medidas que possam vir a ser aplicadas para fazer face ao sucessivo aumento de casos, o autarca adiantou que vai “aguardar pelas medidas” que o Governo vai anunciar na quinta-feira na renovação do estado de emergência.


error: www.radiom24.pt