ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

COVID-19: Alentejo regista 59 casos de infeção

Por a 2 de Abril, 2020

A região do Alentejo regista hoje 59 casos de infeção de covid-19, mais 4 do que na quarta-feira, indicou o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O mesmo boletim adianta que na região do litoral alentejano, o concelho de Grândola regista 03 casos, Santiago do Cacém (06), e Sines (04).

Segundo a DGS quando os casos são inferiores a 03, por motivos de confidencialidade, os dados não são apresentados. Neste caso, estão os concelhos de Odemira (1) e de Alcácer do Sal (1).

Fonte da Unidade Local de Saúde Pública do Litoral Alentejano adiantou à rádio M24 que na região do litoral alentejano estão 19 pessoas infetadas.

De acordo com os mesmos dados, Portugal regista hoje 209 mortes associadas à covid-19, mais 22 do que na quarta-feira, e 9.034 infetados (mais 783).

No dia em que assinala um mês desde que o primeiro caso da doença foi detetado em Portugal, o relatório da situação epidemiológica, com dados atualizados até às 24:00 de quarta-feira, indica que a região Norte é a que regista o maior número de mortes (107), seguida da região Centro (55), da região de Lisboa e Vale do Tejo (44) e do Algarve, que hoje regista três mortos.

Relativamente a quarta-feira, em que se registavam 187 mortes, hoje observou-se um aumento de 11,8% (mais 22).

De acordo com dados da DGS, há 9.034 casos confirmados, mais 783, um aumento de 9,5% face a quarta-feira.

Autarquias comunicam casos em boletins diários 

Foi em nome da “transparência e do direito de informar” a população que a Câmara Municipal de Santiago do Cacém passou a publicar, desde 28 de março, na página oficial do facebook, um registo diário do número de casos contabilizados no concelho, em coordenação com as autoridades de saúde pública.

Esta medida visa esclarecer a população depois de terem sido conhecidos os primeiros casos de covid-19 no concelho, que não estavam a ser contabilizados no sistema da Direção-Geral da Saúde. O número que passou de 03, no dia 28 de março, para 06, no dia seguinte, estabilizou nos últimos dias, de acordo com o município.

A mesma postura, adotaram os municípios de Grândola e de Sines (esta semana), que publicam diariamente as informações sobre o número de casos de infeção por covid-19.

No concelho de Grândola, onde estão confirmados até ao momento 08 casos de infeção, a Câmara Municipal, optou por divulgar os dados (casos positivos, pessoas em vigilância ativa e freguesias), com números diferentes dos apresentados pela DGS (03).

A autarquia justifica a decisão devido às “informações contraditórias sobre o concelho, que resultam da alteração de critérios de contabilização de cidadãos de outras nacionalidades”.

Em Sines, o município, que optou por publicar a evolução epidemiológica no concelho, sempre que se registarem alterações, reconheceu a existência de “discrepâncias face aos dados recolhidos pelas autoridades de saúde locais”.

Na última informação, publicada ontem, 01 de abril, a autarquia dava conta de 02 casos de covid-19 no concelho de Sines.

 


Opinião do Leitor

Deixe um comentario


error: www.radiom24.pt