ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Corpo de homem encontrado numa falésia na Zambujeira do Mar em Odemira

Por a 26 de Fevereiro, 2021

O corpo de um homem foi encontrado na quinta-feira no trilho de uma falésia a sul do Porto das Barcas, na Zambujeira do Mar, concelho de Odemira, confirmou o comandante da Polícia Marítima de Sines.

O comandante da Polícia Marítima e capitão do Porto de Sines, Rui Filipe, indicou que o alerta foi transmitido pelo Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo, cerca das 19:00, depois de o corpo ter sido avistado por um cidadão que passeava no local.

“Fomos informados que um cidadão, numa caminhada junto à falésia, a sul do Porto das Barcas, teria avistado um corpo inanimado. De imediato, o piquete da Polícia Marítima deslocou-se para aquela zona e, em colaboração com a GNR, tomou conta da ocorrência”, explicou.

Segundo o capitão do porto, as autoridades apuraram que se tratava do corpo de um homem, “com cerca de 60 anos”, não tendo sido possível determinar “a identidade da vítima por não ter documentos na sua posse”.

“Também não recebemos nenhum alerta, no próprio dia ou em dias anteriores, para o desaparecimento de alguém” naquela zona, adiantou.

O corpo “não apresentava quaisquer sinais de violência, mas aparentava estar naquele local há um ou dois dias”, acrescentou a mesma fonte, referindo que “estava numa zona relativamente visível por se tratar de um trilho normalmente usado pelos caminhantes”.

“O homem estava equipado com roupa aparentemente desportiva pelo que podemos, eventualmente, assumir que estaria a fazer uma caminhada naquela área e que se terá sentido mal”, relatou.

De acordo com a Autoridade Marítima Nacional, em comunicado, o óbito foi declarado no local pela delegada de saúde de Sines, não sendo possível identificar a identidade da vítima nem determinar as causas da morte.

O corpo foi removido do local com o apoio dos Bombeiros Voluntários de Odemira e transportado posteriormente pela Cruz Vermelha de Colos para o Instituto de Medicina Legal do Hospital de Beja.

O caso foi entregue à Polícia Judiciária de Portimão.


error: www.radiom24.pt