ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Caminhos de Santiago Alentejo e Ribatejo vão ser lançados em Santiago do Cacém

Por a 30 de Agosto, 2019

A cidade de Santiago do Cacém será a anfitriã da apresentação oficial dos Caminhos de Santiago Alentejo e Ribatejo, inserida na rota dos Caminhos de Santiago de Compostela.

A cerimónia de lançamento do projeto, que está a ser desenvolvido pela Entidade Regional de Turismo (ERT) do Alentejo e Ribatejo, realiza-se na próxima quarta-feira, pelas 10:00, na Igreja Matriz de Santiago do Cacém que, mantém, desde 2007, uma geminação com a cidade de Santiago de Compostela.

A Câmara Municipal de Santiago do Cacém “há muitos anos que trabalha e se debate pelo reconhecimento dos Caminhos de Santiago a sul”, sublinha o presidente da autarquia, Álvaro Beijinha.

“Somos o único município em Portugal com o nome de Santiago, temos vários indicadores históricos e na toponímia, entre outros, que revelam que o Caminho de Santiago passa pelo nosso concelho desde há muitos séculos”, acrescentou.

Foi a Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo (ERTAR) que avançou com o processo de reconhecimento do Caminho de Santiago a sul.

“Estamos a falar de um Caminho que tem um cariz religioso, mas que tem uma importância do ponto de vista turístico enorme. Foi com esse sentido que a ERTAR, e bem, agarrou neste projeto, envolvendo as autarquias pois só assim se garante o sucesso do mesmo, e neste momento o Caminho está todo marcado” explica Álvaro Beijinha.

O lançamento dos Caminhos de Santiago Alentejo e Ribatejo acontece na Igreja Matriz de Santiago do Cacém, “lugar mais do que apropriado para acolher esta iniciativa” acredita o autarca que entende tratar-se do “culminar de
uma etapa com muitos anos que será o início de uma nova, e que irá contribuir para atrair pessoas ao nosso território”.

A dinamização do Caminho de Santiago a sul “insere-se, na perfeição, na estratégia que a Câmara Municipal tem vindo a definir ao longo destes últimos anos de promoção do Município e do seu território”, adiantou.

Nova oferta reúne três caminhos e vai cruzar as regiões do Alentejo e Ribatejo

O Caminho Central, com um total de 19 etapas, vai percorrer os concelhos de Almodôvar, castro Verde, Ourique, Odemira, Aljustrel, Santiago do Cacém, Grândola, Alcácer do Sal, Montemor-o-Novo, Vendas Novas, Coruche, Benavente, Salvaterra de Magos, Almeirim, Azambuja, Cartaxo, Santarém e Goleã, numa extensão de cerca de 570 quilómetros.

O Caminho Nascente, está dividido em seis etapas, e vai atravessar os concelhos de Mértola, Beja, Cuba, Alvito, Viana do Alentejo, Évora, Estremoz, Sousel, Fronteira, Alter do Chão, Crato e Nisa, percorrendo cerca de 400 quilómetros.

O Caminho da Raia, percurso de orientação exclusivamente digital que só estará disponível em dezembro, cruza os municípios de Mértola, serpa, Mourão, Reguengos de Monsaraz, Alandroal, Vila Viçosa, Elvas, Campo Maior, Arronches, Campo Maior, Portalegre, Marvão, Castelo de Vide e Nisa, ao longo de cerca de 310 quilómetros.

“São caminhos completamente distintos, com uma componente de fé, havendo zonas que passam por igrejas e monumentos. Destinam-se a um tipo de peregrinação distinta daquilo que estamos habituados a ver em relação a Fátima e, qualquer um dos caminhos, terão motivos fantásticos que irão ser muito bem percorridos pelos diversos peregrinos”, afirma o presidente da ERT do Alentejo e Ribatejo, António Ceia da Silva.

Ligação de Santiago do Cacém a Santiago de Compostela

Este caminho começou a ser percorrido com a geminação de Santiago do Cacém à cidade de Santiago de Compostela, e com a exposição realizada em 2007 “O Caminho Sob as Estrelas”, inaugurada pelo então Presidente da República Prof. Aníbal Cavaco Silva, organizada em parceria entre o Município de Santiago do Cacém, o Governo Regional da Galiza e a Diocese de Beja.

A exposição dedicada ao culto do Apóstolo Santiago reuniu peças notáveis pertencentes aos principais museus da Galiza, e a escultura original da autoria de Joana de Vasconcelos “El Matador”.

A região de Santiago do Cacém possui uma profunda ligação ao culto de Santiago Apóstolo, ao Caminho de Santiago e à Ordem Militar de Santiago de Espada. Como via de peregrinação os registos remonta a épocas muito antigas como fazendo parte da via que unia o “Promontório Sacro” – o Cabo de São Vicente – ao Noroeste Peninsular e passava ao longo da planície litoral.

A Igreja Matriz, ainda hoje, é um santuário complementar no itinerário para Compostela, e no passado o antigo Hospital do Espírito Santo, situado em pleno histórico de Santiago do Cacém, era local de acolhimento dos peregrinos. Com as invasões francesas o Caminho de Santiago que passava pelo Alentejo Litoral
caiu no esquecimento.

Nos nossos dias, o Caminho renasceu e a passagem dos peregrinos, sobretudo a pé, a cavalo e de bicicleta, que solicitam, na Igreja Matriz de Santiago do Cacém e noutros templos da zona, a “Compostelana” (carimbo que atesta a passagem) tem vindo acrescer todos os anos.

Durante este evento a Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo irá apresentar o projeto, e lançar o filme promocional sobre o percurso neste território.

A cerimónia conta com a presença da Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, que manifestou publicamente ser uma prioridade assumida na Estratégica para o Turismo 2027 a “afirmação de Portugal como um país de caminhos”.


Opinião do Leitor

Deixe um comentario


error: www.radiom24.pt