ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Câmara Municipal e União de Freguesias reuniram com a atual Comissão Administrativa dos Bombeiros de Santiago do Cacém

Por a 29 de Julho, 2020

O presidente da Câmara de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, a presidente da União de Freguesias de Santiago do Cacém, Santa Cruz e São Bartolomeu da Serra, Isabel Contente e o vereador da Proteção Civil Municipal, Albano Mestre, visitaram o quartel dos Bombeiros Mistos de Santiago do Cacém a convite da nova Comissão Administrativa.

Foram recebidos pelo presidente da Assembleia-Geral, Carlos Pereira Dias, que assume transitoriamente a presidência da Comissão, por Sandra Coelho, que também integra a Comissão, e pelo Adjunto de Comando da Corporação, Pedro Torrão.

No âmbito da visita decorreu uma reunião, para se inteirarem dos problemas que preocupam os atuais dirigentes dos Bombeiros Mistos de Santiago do Cacém, uma vez que, segundo a autarquia, desde 2018 que o executivo camarário não reunia com esta corporação de Bombeiros.

“Fomos tentar perceber o ponto de situação da Associação, que vive momentos conturbados, não apenas no que diz respeito aos órgãos sociais, mas também do ponto de vista financeiro. Existem situações que despertam preocupações do ponto de vista de dívidas à Associação e desta a fornecedores, e que estão a ser analisadas pela atual Comissão”, adiantou o presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, citado num comunicado.

Outra das preocupações apresentadas é o estado do parque automóvel, relatou o autarca referindo que “muitas das viaturas têm um desgaste enorme e permanentemente vão às oficinas, o que implica custos”.

“Este pode ser um tempo de virar a página para o futuro e o mais importante é que as instituições, Associação de Bombeiros e Câmara Municipal, com as responsabilidades que temos perante as populações, nomeadamente, no âmbito da Proteção Civil, temos que trabalhar em conjunto com o grande objetivo de servir a nossa população. Não faz sentido estarmos de “costas voltadas”, o que temos de procurar é sermos parceiros, o que, aliás, sempre aconteceu durante décadas e que nos últimos tempos se perdeu”, frisou.

Álvaro Beijinha deseja que “haja estabilidade a nível diretivo para que os Bombeiros Mistos de Santiago do Cacém se foquem naquilo que é o mais importante, a resposta ao nível da Proteção Civil e do socorro às populações, e não tanto com problemas internos”.

Esta Comissão Administrativa é transitória e de acordo com o transmitido na reunião, está a decorrer a preparação para as eleições dos órgãos sociais da Associação dos Bombeiros Mistos de Santiago do Cacém.


Opinião do Leitor

Deixe um comentario


error: www.radiom24.pt