ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Câmara de Santiago do Cacém acompanha visita a obras da Águas Públicas do Alentejo

Por a 5 de Agosto, 2020

O presidente da Câmara de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, o vereador Albano Pereira e o presidente da Junta de Freguesia de Ermidas-Sado, Carlos Parreira, acompanharam uma visita realizada pela Associação de Municípios para a Gestão da Água Pública do Alentejo (AMGAP) e pela AgdA -Águas Públicas do Alentejo, no dia 31 de julho, ao concelho de Santiago do Cacém.

De acordo com a Câmara de Santiago do Cacém, em comunicado, a visita serviu para fazer o ponto de situação das empreitadas em curso, a cargo da AgdA,, cujo investimento é de cerca de 11 milhões de euros, seis dos quais decorrem no concelho de Santiago do Cacém, e preparar investimentos futuros.

“A visita às freguesias de Alvalade e Ermidas-Sado, terminou com uma reunião onde foram abordados os próximos investimentos que prevêem a construção de uma nova ETAR (Estação de Tratamento de Águas Residuais) em Ermidas-Sado, e onde foi tomado conhecimento do ponto de situação das obras de adução a Alvalade, Ermidas-Sado e Outeiro do Lobo – Abela”, refere a autarquia.

A Câmara Municipal “apresentou às duas entidades questões que se prendem com a construção já prevista, por parte da ÁgdA, das estações elevatórias de águas residuais (EEAR) nas localidades da Mimosa, Cercal do Alentejo e Santiago do Cacém”.

“Foi também discutida a questão da EEAR n.º 4 de Santo André, cuja gestão foi entregue pela autarquia à AgdA, assim como a questão da transferência da gestão da EEAR n.º 3 de Santo André para aquela entidade”, acrescentou o município.

Em relação à melhoria do abastecimento de água à população, a Câmara Municipal adianta que “colocou sobre a mesa a construção da estação elevatória em São Domingos, uma vez que esta localidade já está com défice de abastecimento, que com novo loteamento habitacional a situação poderá vir a agravar-se”.

“O abastecimento de água da zona alta do Cercal do Alentejo é outra das situações que preocupa o Presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, que só poderá ser solucionada com a construção de um novo reservatório”, lê-se no comunicado.

Os autarcas sugeriram ainda que no Parque de Empresas de Ermidas-Sado seja disponibilizada água industrial, tendo em conta a natureza das empresas ali sediadas e das que se pretendem instalar num futuro próximo.


Opinião do Leitor

Deixe um comentario


error: www.radiom24.pt