ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Câmara cede terreno à ULSLA para a construção de polo de saúde em Abela

Por a 26 de Fevereiro, 2021

A Câmara Municipal de Santiago do Cacém e a Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano (ULSLA) firmaram um protocolo,na quinta-feira, para a cedência de um terreno com vista à construção de um novo pólo de saúde na freguesia de Abela, num investimento que ronda os 140 mil euros, foi hoje divulgado.

Este acordo “é extremamente importante para a população da Abela e a construção desta estrutura é também uma mais-valia para todo o município”, realçou o presidente da Câmara de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, relembrando que “há vários anos que reivindicamos melhores e mais cuidados de saúde para a nossa população, seja através de mais profissionais como de condições físicas dos espaços destinados a dar uma reposta ao nível da saúde pública”.

A atual extensão de saúde de Abela funciona numa habitação que foi adaptada há muitos anos para esse efeito.

A ULSLA, através de fundos comunitários, decidiu avançar com a construção de um novo edifício, tendo solicitado o apoio da autarquia de forma a encontrar um terreno. A escolha recaiu sobre um lote na Rua da Ribeira, com uma área de 234,60 m2, cujo direito de superfície será cedido pela autarquia à ULSLA a título gratuito, “em virtude do terreno se destinar à construção da unidade de saúde e a mesma ser de manifesto interesse público”.

O autarca  justifica a escolha do local por se tratar de “uma zona central da Abela, perto da Junta de Freguesia e do Centro de Dia, e com bons acessos.”

Durante a assinatura deste protocolo, a responsável da ULSLA transmitiu que “a princípio” terão já garantido financiamento para investir na construção de um novo Centro de Saúde em Santiago do Cacém, “que é algo que se fala há muitos anos e que a Câmara Municipal tem vindo a reivindicar, tendo inclusive colocado à disposição um terreno”.

“Parece que para breve poderemos estar a assinar um protocolo para que esta estrutura seja construída na cidade. Estando, igualmente, prevista uma intervenção com alguma profundidade no Centro de Saúde de Santo André e, ainda, obras nas extensões de Ermidas-Sado e do Cercal do Alentejo,” afirmou Álvaro Beijinha.

Recorde-se que em Alvalade o atual Centro de Saúde resultou de uma parceria idêntica, em que a autarquia cedeu um edifício para esse efeito.

A Câmara Municipal “está muito empenhada para que estas infraestruturas sejam uma realidade, pois é assim que servimos as pessoas, mostrando desde a primeira hora a total disponibilidade para cooperar com os responsáveis da Saúde no sentido de concretizar estes objetivos que são muito importantes”, reiterou.

No entanto, não deixa de manifestar que “é também importante que haja mais profissionais médicos, enfermeiros, auxiliares e meios, pois só assim pudemos ter uma saúde pública de qualidade no nosso Concelho.”

A presidente do conselho de administração da ULSLA, Catarina Arizmendi Filipe, salientou que com “a estrutura a edificar em Abela acreditamos que vamos conseguir dar, aos utentes e profissionais de saúde, melhores condições de trabalho e conforto”.

Nesse sentido, “em parceria com a Câmara Municipal e Junta de Freguesia procuramos encontrar a melhor solução., explicou a responsável da ULSLA, acrescentando que “existem mais projetos em curso, cujos planos funcionais estão a ser executados, como é o caso do Centro de Saúde para a cidade de Santiago do Cacém, para depois apresentarmos candidatura, mas acredito que a breve trecho estaremos a assinar mais protocolos de colaboração com a autarquia.”

A construção do pólo de saúde em Abela será de responsabilidade da ULSLA, a estrutura modelar vai albergar um gabinete médico e outro de enfermagem, sala de tratamentos e sala de espera, arranjos no espaço exterior com parque de estacionamento para utentes e ambulâncias.


error: www.radiom24.pt