ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Bloco de Esquerda reúne com administração da Lauak sobre despedimento coletivo

Por a 22 de Junho, 2020

Uma delegação do Bloco de Esquerda (BE), composta pelas deputadas Joana Mortágua, Sandra Cunha, Francisco Alves, membro da Comissão Nacional do Trabalho do BE e Vítor Rosa, deputado na Assembleia Municipal de Setúbal, reuniu na sexta-feira, com a administração da LAUAK, empresa do setor da aeronáutica, sobre o processo de despedimento coletivo que afetará um número considerável de trabalhadores nas fábricas de Setúbal e Grândola.

Em comunicado, o BE adiantou que a administração da empresa anunciou “a intenção de encontrar, durante este período de negociações, soluções para minimizar os efeitos deste processo, nomeadamente através da procura de novos contratos junto de clientes, e novas oportunidades de negócios para manter o máximo de postos de trabalho”.

Para o Bloco de Esquerda “as preocupações sobre este despedimento coletivo mantêm-se presentes mesmo depois da reunião com a administração, pelo que irá também solicitar reuniões com os sindicatos representativos do setor, no intuito de ouvir da sua parte, quais as suas propostas de defesa dos trabalhadores para evitar ou reduzir o impacto desta medida tomada pela empresa”.

“A aeronáutica, a par de outros setores da indústria como por exemplo o setor automóvel, tem recebido durante este período de pandemia de COVID – 19, vários milhares de euros de apoios estatais, seja em Portugal mas também nas grandes economias europeias como a França e a Alemanha, não se compreendendo por isso que nesta escala de apoios, sejam os trabalhadores os mais prejudicados, recorrendo as empresas sempre à solução mais fácil que é o despedimento”, sublinha o Bloco de Esquerda que defende a aprovação de uma norma geral de proibição do despedimento, proposta chumbada pelo Partido Socialista, que contou com os votos da direita (PSD, CDS e IL).


Opinião do Leitor

Deixe um comentario


error: www.radiom24.pt