ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Basquetebol: Sporting Clube de Portugal Conquista Taça Hugo dos Santos – em Sines

Por a 24 de Janeiro, 2022

“Numa final imprópria para cardíacos, o Sporting CP venceu o SL Benfica por 66-64 e leva para Alvalade a primeira Taça Hugo dos Santos Betclic da sua história.

Os “leões” começaram bem, mas os “encarnados” depressa reagiram e tomaram a dianteira do marcador, chegando a uma diferença de 12 pontos (25-13), ainda nos dez minutos iniciais. Os comandados de Luís Magalhães não baixaram os braços e responderam no segundo período, reduzindo a desvantagem para 38-33 à saída para os balneários.

O descanso fez bem aos dois conjuntos, que continuaram a lutar ao longo do terceiro período. O Benfica seguia na frente, mas um parcial de 11-4 favorável aos “leões” permitiu-lhes chegar à igualdade “50-50” e relançar a incerteza à entrada para os derradeiros dez minutos.

Com a emoção no máximo, as duas equipas trocaram lideranças até ao final e o troféu estava à mercê de quem o agarrasse. A perder por dois a 2.4 segundos do final, as “águias” tentaram a vitória, mas o poste norte-americano, Joshua Patton conseguiu o desarme lançamento que selou o resultado e motivou os festejos “leoninos”.

Travante Williams (19pts, 7res, 2ast) foi o MVP da final e a grande figura da formação “verde-e-branca”, contando com o apoio de Micah Downs (13pts, 5res, 6ast, 1rb) e João Fernandes (11pts, 8res, 2ast, 1rb). Pelas “águias”, Makram Bem Romdhane (18pts, 6res, 3ast, 1rb) esteve em evidência, tal como Frank Gaines (16pts, 4res, 2ast, 1rb).

Na flash-interview Travante Williams era a imagem da felicidade: “Duas grandes equipas, muito bem treinadas e organizadas. Trata-se de um dérbi, com uma grande rivalidade. Tivemos que dar tudo dentro de campo. Estou muito cansado, mas tenho de agradecer toda a ajuda dos meus colegas. Falhámos a conquista deste título nos últimos dois anos, por isso este momento foi muito bom”, afirmou.

Já Luís Magalhães, treinador principal dos “verde e brancos”, fez-se acompanhar pelos adjuntos Ivan Kostourkov e António Paulo Ferreira e enviou duas dedicatórias: “Dedicamos esta vitória a Flávio Nascimento, que se encontra em isolamento, esta vitória também é dele, e ao Edgar Vital, infelizmente já falecido, grande amante do basquetebol e responsável pela modalidade no Sporting”, disse. Kostourkov elencou os pontos fortes dos jogadores de Alvalade: “A raça da equipa, não entregámos o jogo até ao último jogo, a defesa e a nossa coesão foram decisivos. Estamos a fazer o nosso caminho. A equipa foi reconstruída esta época quase de raiz, os resultados estão a sair, a equipa está a jogar bom basquetebol, estamos em todas as frentes, este jogo deixa-nos ainda mais confiantes no nosso trabalho”, garante. Por seu turno, para António Paulo Ferreira o triunfo leonino até podia ter sido mais dilatado: “O jogo de basquetebol é alternância no marcador, ambas as equipas têm bons intérpretes, ganhámos por dois pontos, o avanço podia ter sido maior”, analisou.

Do lado benfiquista, Norberto Alves não concorda com o desfecho final: “O Benfica jogou muito melhor do que o Sporting. Tivemos altos e baixos, tal como o nosso adversário. Esta equipa tem muito caráter, veio aqui jogar após uma semana com um surto de Covid-19 e tivemos uma grande atitude”.

Créditos – Texto – Nota de imprensa – Federação Portuguesa de Basquetebol.

Fotografia: Duarte Gonçalves.


error: www.radiom24.pt