ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

Balcão Único Municipal já está a funcionar em Santiago do Cacém

Por a 14 de Setembro, 2021

O Balcão Único Municipal (BUM), em Santiago do Cacém, localizado junto ao edifício da Câmara de Santiago do Cacém, abriu ontem as portas aos munícipes que têm agora ao dispor um espaço que concentra um conjunto de serviços municipais, com o objetivo de dar uma resposta eficiente às suas solicitações.

O presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, explicou que o BUM “é um novo espaço moderno e eficiente, que ao concentrar um conjunto de serviços prestados pela Câmara Municipal vem dar uma resposta mais célere, evitando que os munícipes andem de departamento em departamento dentro do edifício da Câmara Municipal, e fora deste, para tratar de diferentes assuntos”.

O autarca destacou a formação específica que a equipa do BUM recebeu, durante vários meses, e disse acreditar que foi dado “um passo importante na melhoria da resposta de serviço público.”

Neste espaço será possível tratar de assuntos referentes ao ambiente, a águas e saneamento, a transportes, a mobilidade e trânsito, a urbanismo, ao cemitério. Realizar pagamentos de faturas e efetuar pedidos de intervenção no espaço público. Solicitar apoio institucional ou atendimento técnico (mediante marcação), e obter o cartão sénior municipal ou o cartão municipal o “Engenhocas” e, ainda, deixar sugestões e reclamações, ou seja, tudo aquilo que pressupõem os serviços de atendimento da Câmara Municipal.

A abertura do BUM esteve programa para 2020, mas devido à pandemia de covid-19 não foi possível fazê-lo, “porque a equipa responsável pela área da modernização administrativa e informática ao longo destes últimos meses esteve focada em garantir que os sistemas informáticos funcionassem de modo a que os serviços municipais fossem assegurados no regime de teletrabalho”, indicou o autarca.

O Balcão Único Municipal integra a operação “Santiago do Cacém Digital +” com um investimento total de 425.127,53 euros e é cofinanciada pelo Programa Operacional Regional ALENTEJO 2020 com uma comparticipação do Fundo Social Europeu (FEDER) de 361.358,40 euros. A contrapartida do município é de 63.769,13 euros


error: www.radiom24.pt