ESTÁ A OUVIR

Titulo

Artista

Background

33.ª edição da Santiagro reinventa-se e realiza certame digital

Por a 28 de Maio, 2021

A 33.ª edição da Santiagro – Feira Agropecuária e do Cavalo arrancou, esta quinta-feira, em formato digital, numa emissão transmitida exclusivamente nas redes sociais e canal de youtube do município de Santiago do Cacém.

Na sessão de inauguração, o presidente da Câmara de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, destacou as atividades como a agricultura, pecuária, floresta, o cavalo, a gastronomia, o artesanato, as pequenas e grandes empresas e o turismo.

“São fatores de desenvolvimento económico do nosso concelho com um peso significativo”, realçou o autarca, para justificar a opção de realizar, este ano, o certame “neste formato digital” e “de alguma forma poder contribuir para o trabalho que as pessoas destes setores desenvolvem”.

No seu entender, o evento é igualmente o espaço para discutir assuntos como a problemática da seca, “algo que infelizmente afeta muito a nossa região”, e o crescimento das culturas intensivas e “os problemas a ela associados”.

“Não nos podemos esquecer, também, dos fenómenos sociais que ganham relevo com a imigração ligada ao trabalho agrícola e a necessidade que temos de mão de obra”, acrescentou.  

O autarca destacou ainda o programa da Santiagro, onde há espaço para seminários online que abordam temas como o regadio, o montado de sobro, a suinicultura e a criação do cavalo lusitano. Nesta edição digital não ficam de fora a gastronomia, o artesanato, os produtos locais e os agentes económicos que, ao longo dos quatro dias, serão apresentados online ao público.

Por seu lado, o presidente do Conselho de Administração do Crédito Agrícola Costa Azul, Rui Gomes, afirmou que os tempos atuais obrigam a uma reivenção e que “foi precisamente o que a Câmara de Santiago do Cacém encetou quando decidiu avançar com esta iniciativa, mantendo vivo um certame com 33 anos”, do qual “todos os participantes se orgulham”.

O Crédito Agrícola, “que é parte integrante da comunidade, não poderia deixar de estar presente e apoiar a Santiagro como, aliás, o faz desde a primeira edição. Porque este certame é uma mostra dos valores da região e dinamiza todos os agentes e gentes do concelho” de Santiago do Cacém.

Para o presidente da Entidade Regional de Turismo Alentejo, Vítor Silva, a Santiagro “tem sido sempre uma mostra do dinamismo económico que o concelho de Santiago do Cacém tem sofrido positivamente ao longo dos anos”.

Este responsável deixou uma mensagem de solidariedade ao município e aos seus habitantes “que ao longo dos anos têm conseguido fazer uma feira que é uma das mais importantes realizações do género no Litoral Alentejano” e de esperança “de que esta situação” de pandemia da covid-19 “será ultrapassada.”

O presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Alentejo, António Ceia da Silva, elogiou a autarquia pela promoção e realização da Santiagro em formato digital.

“Estamos a viver uma situação de pandemia brutal que nos assolou e para qual o mundo inteiro não estava preparado. A componente empresarial foi a mais afetada e por isso felicito a autarquia porque, embora em formato digital, esta é uma maneira de motivar e animar as forças vivas do território, e de acarinhar as empresas”.

A “Santiagro consolida o que o Litoral Alentejano é”, porque esta região “é muito mais” que mar e praia, e este certame “dá expressão a outras componentes em que a região é muito rica, e este esforço deve ser sublinhado”, concluiu.

A Santiagro digital decorre até ao próximo domingo, 30 de maio, e o programa será todo transmitido nas redes sociais e canal de youtube do município, devido à pandemia da covid-19.


error: www.radiom24.pt